Radar Político (08/07) – Estados e municípios não podem ficar de fora da Reforma da Previdência

Radar Político (08/07) – Estados e municípios não podem ficar de fora da Reforma da Previdência

Saiba esta e outras informações dos bastidores da política pernambucana clicando no link

Operação Feliz Natal do Ipem-PE analisa produtos natalino
Ipem-PE apreende 500 produtos que colocam segurança de crianças em risco
Operação ‘Volta às Aulas’ do Ipem-PE apreende produtos irregulares

Para aqueles que navegam no campo da sensatez não há dúvida da necessidade de uma Reforma da Previdência. Não precisa ser nenhum especialista para saber que o nosso regime, de financiamento solidário, caminha para o colapso se atentarmos para aspectos financeiro e demográfico.

No aspecto financeiro, atualmente as despesas totais dos regimes de previdência chega próximo a 14% do PIB e, caso não sejam tomadas as medidas necessárias, em 2060 esse percentual pode chegar a 25%. Em Pernambuco, por exemplo, o Governo do Estado tem a previsão de alocar valores próximos a R$ 3 bilhões no ano de 2019 apenas para pagar aposentados e pensionistas, o que sem dúvida diminui de forma considerável a capacidade de investimento do Governo, sobretudo nas áreas de segurança, saúde, educação e infraestrutura. Para se ter uma ideia do que este valor poderia representa em investimentos no estado caso o regime fosse equilibrado, vale lembrar que recentemente o governador Paulo Camara anunciou investimentos de R$ 505 milhões para reestruturar a malha viária estadual nos próximos três anos e meio. Em Pernambuco conta-se nos dedos os municípios com regime próprio de previdência que não precisam aportar recursos para cobrir o gasto com aposentados e pensionistas.

Do ponto de vista demográfico, a Reforma da Previdência se faz necessária porque caminhamos a passos largos para o envelhecimento da população. Em 2019 cerca de 10% da população tem mais de 65 anos. Em 2060, segundo previsões do IBGE, esse percentual ultrapassará 25%.

O discurso populista defendido pela oposição, sobretudo os governadores do Nordeste, é um verdadeiro desserviço ao país. Por conta do posicionamento de boa parte deles a Reforma da Previdência corre sério risco de deixar estados e municípios de fora.

A verdade – Na lista dos governadores que se colocam contra a Reforma, Paulo Câmara (PSB), ainda que prometesse votos para aprovar as mudanças, dificilmente conseguiria converter os votos dos deputados federais contrários à proposta, principalmente os de Wolney Queiroz, Marília Arraes e Carlos Veras. Por sua vez, os deputados João Campos e Danilo Cabral, por terem se comprometido demais com discursos contrários à reforma,  também teriam dificuldade de atender ao pedido do governador para mudar de posição.

Ampliando …– Clodoaldo Magalhães (PSB) caminha para ser o deputado estadual com a maior base de prefeitos. Em 2018 nove prefeitos apoiaram a sua reeleição. Foram eles: Eudo Magalhães (Xexéu), Altair Júnior (Palmares),Sérgio Hacker (Tamandaré), Flávio Régis (São Vicente Férrer), Robevan (Santa Maria do Cambucá), Fernando Pergentino (Sairé), Gustavo (Bonito), Evandro Valadares (São José do Egito) e Djalma da Padaria (Solidão).

… a base– Em 2019 Clodoaldo segue ampliando a base com a conquista de mais 4 gestores. São eles: Sávio Torres (Tuparetama), Thiago Nunes (Agrestina), Tássio Bezerra (Santa Cruz da Baixa Verde) e Mário (Betânia). Ainda há mais três no gatilho com conversas bastante avançadas.

Recife – O vereador Hélio da Guabiraba, agora no PTC, anda bastante animado com a montagem da chapinha do partido PTC. Atualmente o PTC já conta com 30 pré-candidatos a vereador. A expectativa é que a sigla consiga conquistar ao menos 3 vagas no Legislativo da capital nas eleições de 2020.

Campeão de votos– O vereador Davi Muniz tem tudo para figurar entre os vereadores mais votados do Recife na próxima eleição. Candidato a deputado federal em 2018, Davi conquistou expressivos 30 mil votos na capital. Na 5ª Zona, seu reduto eleitoral, ele chegou a ser mais votado até mesmo que João Campos (PSB).

Andança– Por falar em João Campos e Davi Muniz, ambos realizaram uma agenda no sábado na comunidade do Jacarezinho, no bairro da Várzea.

Da cozinha – A classe política recebeu com surpresa a indicação de Carlos Neves para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas de Pernambuco. Em nenhum momento o nome dele aparecia entre os prováveis escolhidos. No PSB Carlos Neves é uma figura bastante conhecida, pois já advogou para o partido e até mesmo para o próprio governador Paulo Câmara.

Freio – Uma “pomba”que sobrevoa com desenvoltura no Palácio do Campo das Princesas revelou que o governador Paulo Câmara foi levado a antecipar a sua indicação para o Tribunal de Contas para conter e por um fim na movimentação dos deputados estaduais em torno da vaga.

Desempenho– A atuação de Adriano Martins à frente do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (IPEM) tem dado uma nova dinâmica a autarquia estadual. A intensificação nas ações de fiscalização, inspeção  e controle de qualidade realizadas pelo IPEM, sobretudo nos postos de gasolina, tem combatido fraudes e prejuízos contra o consumidor.

Ipojuca– O deputado estadual Guilherme Uchôa Júnior (PSC) já definiu o seu apoio a Pedro Serafim (PDT) como candidato a prefeito de Ipojuca. Apesar de ser amigo de Simone Santana, cujo o esposo Carlos Santana também concorrerá à prefeitura, Uchôa decidiu por ajudar o pedetista.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS