RADAR POLÍTICO (12/11) – Heranças são desafios para novos prefeitos

Saiba mais informações sobre os bastidores da política pernambucana clicando no link

Augusto Coutinho participa de reunião nacional para discutir futuro do Solidariedade
Após anos de impasse, Nova Lei de Licitações vai sair do papel
Augusto Coutinho articula reunião em Brasília para dar celeridade a obras no Canal do Fragoso e nos bairros de Aguazinha e Sapucaia, em Olinda


A situação  financeira caótica em que alguns prefeitos receberam os municípios repercute em todo o estado. Em Barreiros, município da Zona da Mata Sul, o prefeito Carlinhos da Pedreira (PP) foi à Rádio Litoral expor o abacaxi que recebeu das mãos do seu antecessor Elimário Farias (PSB).

Ao lado do secretário de Finanças, do Procurador e da secretaria de Saúde, Carlinhos revelou que encontrou a principal conta da prefeitura com míseros R$ 46,00. O prefeito reclama que não houve transição e que estaria com sérias dificuldades de ter acesso aos documento da prefeitura, já que, com raras excessões, os computadores estariam danificados, inclusive alguns sem HD. Salário de dezembro e 13º dos funcionários em atraso, e empréstimos consignados sem repassar, também foi lembrado como herança deixada pelo antecessor.

Em uma das muitas frases ditas por Carlinhos para retratar a forma com que encontrou a estrutura física dos prédios públicos, situação de equipamentos e frota de veículos, o gestor vociferou: “Foi como se tivesse passado um furacão e levado tudo”.

Embora tivesse utilizado grande parte do seu tempo na entrevista para expor os problemas, o novo prefeito também fez questão de dizer que estará concentrando esforços para garantir dias melhores para o município. “Barreiros tem jeito e nós vamos tirar Barreiros do buraco”.

DESAFIO De volta à prefeitura de Timbaúba, Marinaldo Rosendo (PP) tem pela frente o desafio de fazer com que o município volte a ocupar o lugar de protagonismo na Mata Norte que foi perdido na gestão de Ulisses Felinto. Conta a favor de Marinaldo a sua capacidade de trabalho e articulação.

RECESSO CANCELADO – Com o objetivo de analisar a prorrogação por 180 dias, do decreto de calamidade pública no Estado e em municípios, a Assembleia Legislativa de Pernambuco instala, nesta terça-feira (12/01), às 10 horas, reunião de autoconvocação. As reuniões e votações serão de forma remota. Está é a segunda vez que a ALEPE cancela o recesso para votar medidas relacionadas a pandemia.

TRAMPOLIM 1 – Eleito com 4.300 votos em 2016 e reeleito em 2020 com 8.459 votos o vereador recifense licenciado Rodrigo Coutinho (SD), ganhou musculatura para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Agora a frente da Secretaria Municipal de Esportes, Coutinho tem a faca e o queijo na mão para pavimentar seu caminho para a ALEPE.

TRAMPOLIM 2 – Ver vereadores da capital conquistando vaga no Legislativo Estadual já virou regra. Em 2018 quem conseguiu tal façanha foram Wanderson Florêncio, Marco Aurélio e Romero Albuquerque. O próprio pai de Rodrigo Coutinho, o deputado federal Augusto Coutinho, sai da Casa de José Mariano em 1998 e assumiu mandato na Casa de Joaquim Nabuco em 1999.

TRAMPOLIM 3 – Os deputados estaduais Eriberto Medeiros, Francismar Pontes, Waldemar Borges e Priscila Krause, também já tiveram passagem pelo Legislativo recifense antes de conquistar mandato na ALEPE.

Escrito por Wellington Ribeiro – E-mail: [email protected] – Telefone: (81) 99521-6544

COMMENTS