RADAR POLÍTICO (13/08) – Retorno das coligações é tábua de salvação para muitos deputados

Saiba estas e outras informações sobre os bastidores da política clicando no link

Vereador Aderaldo Pinto inicia #RotadoAgradecimento
RADAR POLÍTICO (15/09) – PSB prepara exército para ampliar bancada na ALEPE
Vereador recifense Aerto Luna se filia ao PSB

Escrito por Wellington Ribeiro

O retorno das coligações não foi consenso na bancada pernambucana de deputados federais. Projeto de Emenda Constitucional recebeu o apoio de 18 dos 25 parlamentares pernambucanos, enquanto que 5 votaram (Felipe Carreras, Luciano Bivar, Wolney Queiroz, Túlio Gadelha e Fernando Filho) contrários a proposta e dois estiveram ausentes da votação (Daniel Coelho e André de Paula). Avaliada em primeiro turno na Câmara Federal, a PEC precisa voltar novamente ao Plenário e só assim seguir para o Senado que tem até o dia 3 de outubro para aprovar e assim a nova regra passe a valer para a próxima eleição.

Em entrevista concedida ontem (12/08) o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse considerar um retrocesso o retorno das coligações nas eleições proporcionais e afirmou que há uma tendência no Senado para a manutenção da regra atual para as eleições de 2022. Justamente a que exige que os partidos alcancem sozinhos o quociente eleitoral para conquistar vagas proporcionais.

Para quem conhece o xadrez político local não resta dúvida de que o retorno das coligações surge como tábua de salvação para que muitos deputados não só se reelejam, como também garantam sob sua tutela o comando de partidos. Caso a PEC das coligações seja barrada no Senado, não será uma tarefa fácil a montagem de chapas para federal. Com 25 deputados distribuídos em 17 siglas, a tendência é que uma boa parte deles abram mão de comandar um partido e partam para uma composição na tentativa de se salvar, sobretudo em direção às siglas que lançarão candidatos a governador, pois se gasta muito menos energia realizando este movimento, que quebrar a cabeça para montar uma chapinha que pode ou não dar certo.

É NAMORO OU AMIZADE ? – A proximidade do prefeito de Tupanatinga, Sílvio Roque (PP) e o pré-candidato a deputado Dannilo Godoy (PSB) alimenta rumores de que ele possa apoiá-lo. Entre alguns deputados estaduais e pré-candidatos do PP existe grande interesse por esta base que garante facilmente de 2.500 a 3.000 votos. Para federal Roque está fechado com Eduardo da Fonte.

RIVALIDADE – O vereador recifense Aderaldo Pinto (PSB) tem sido estimulado a concorrer para deputado estadual com o objetivo de dobrar com o deputado federal Danilo Cabral na capital. Caso encare a disputa, Aderaldo tem pela frente uma forte concorrência na sua área. Trata-se do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado estadual Eriberto Medeiros e o o seu filho Eriberto Rafael que vai para Federal.

CHEGANDO FORTE – Candidatíssimo a deputado estadual, o vereador Recifense Davi Muniz (PSB) dever sair da capital com uma boa largada de votos. Em 2018 Davi concorreu a Câmara Federal e obteve quase 30 mil votos só na capital. Resta saber quem será o seu federal no Recife.

TODO CUIDADO É POUCO – O deputado federal Fernando Monteiro anda arrodeando o prefeito de Ibimirim, Welliton Siqueira (PC do B), inclusive o levou  nesta semana para uma audiência com o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), em Brasília. O movimento deve está deixando o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos, imagem) de orelha em pé já que ele tem na conta o apoio do prefeito para 2022.

TODO CUIDADO É POUCO 2 – Não custa lembrar que o deputado estadual Gustavo Gouveia, votado por Welliton em 2018 e que gastou grande energia na sua eleição para prefeito em 2020, acabou perdendo a base porque o prefeito decidiu lançar o irmão Edson Siqueira para deputado estadual.

INDEFINIDO – Eleitor de André de Paula para federal, o ex-prefeito de São José da Coroa Grande, Barbosa (PSD), ainda não definiu em quem vai votar para deputado estadual. No campo de oposição Barbosa corre o risco de perder espaço para Franz Hacker, pré-candidato a deputado estadual que está decidido a monta um grupo na “Terra das Piscinas Naturais”. Já o prefeito Pel Lages está firme com Eriberto Medeiros, a quem deve garantir uma expressiva votação no município.

CORRENDO SOLTA – Praticamente sem adversários no município, a prefeita de Rio Formoso, Isabel Hacker (PSB) tem tudo para garantir aos seus deputados uma ampla votação em 2022. Um deles é o seu irmão Franz Hacker.

EM ALTA – Foi bastante positiva a atitude do governador Paulo Câmara de enviar para a ALEPE um Projeto de Lei que perdoa e anistia créditos tributários vencidos até 31 de dezembro de 2020, parcela e prorroga o prazo de recolhimento do IPVA e taxas para motocicletas e motonetas com até 150 cilindradas, de propriedade de pessoas físicas.

Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE – E-mail: [email protected]

COMMENTS