RADAR POLÍTICO (21/05) – Paulo Câmara prepara terreno para Geraldo Júlio

Saiba esta e outras informações sobre os bastidores da política pernambucana clicando no link

Sebá lança Zé Neto como candidato a governador da Frente Popular
Deputado defende unidade da Oposição
Silvio Costa recebe apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Bento do Una


Principal condutor do processo político da Frente Popular para a eleição de 2022, o governador Paulo Câmara segue contemplando aliados com a concessão de espaços na estrutura administrativa do Governo do Estado. Depois de  contemplar na semana passada o PSD de André de Paula com o comando do IRH, agora foi a vez de prestigiar o Republicanos de Sílvio Costa Filho e o Avante de Sebastião Oliveira. O primeiro emplacou a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, enquanto que o segundo ficou com o comando da Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI). Juntos, Sílvio Costa Filho e Sebastião Oliveira reúnem uma robusta base eleitoral que contempla mais de 30 prefeitos, além de outras lideranças nos mais diversos municípios do estado.

A movimentação realizada pelo governador é um recado claro à oposição de que a eleição de 2022 já entrou no radar e que fará o que estiver ao seu alcance para fortalecer o palanque de Geraldo Júlio com vista a garantir a manutenção do PSB no comando do Palácio do Campo das Princesas.

PERDEU ESPAÇO – Com a nomeação de um quadro do Republicanos para a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Habitação, o deputado federal Raul Henry (MDB) acabou por perder o espaço que tinha no Governo. Embora o MDB continue com o comando do DETRAN, por lá quem manda é Fernando Dueire, 1º suplente do senador Jarbas Vasconcelos. A relação entre Dueire e Raul não é das melhores, por esta razão o deputado federal não possui força alguma no órgão. A expectativa é que Raul seja contemplado com algum órgão do 2º escalão.

ARTICULAÇÃO– A prefeita de Jaqueira, Ridete Pellegrino (PSD), que tem concentrado atenções à Zona Rural do Município com a recuperação das estradas vicinais e apoio aos agricultores, esteve ontem com o presidente do Instituto de Agronômico de Pernambuco, Kaio Maniçoba, para tratar sobre parcerias para a área de agricultura.

REAPROXIMAÇÃO– Distantes desde o 2º turno da eleição do Recife, o ex-prefeito de Serra Talhada e a deputada federal Marília Arraes parece que já começaram a falar a mesma língua. A deputada, que desembarcou ontem em ST e foi recebida por Duque e a prefeita Márcia Conrado, inicia uma série de visitas aos municípios do Sertão do Pajeú. Quem deve está com as barbas de molho com essa reaproximação é o deputado federal Fernando Monteiro que espera dobrar com Luciano na Capital do Xaxado.

EMPENHADO – O deputado federal Sebastião Oliveira já caiu em campo para montar a chapa do Avante para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Sebá aposta com quem quiser que a chapa irá eleger 2 deputados federais. Quanto aos nomes dos pré-candidatos, o parlamentar tem feito questão de guardar a sete chaves.

CONSEQUÊNCIA – A filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Progressistas poderia implicar em Pernambuco a saída do partido da Frente Popular e ingresso no Campo de Oposição. Bolsonaro segue sendo cortejado pelo presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira (PP-PI).

AUTONOMIA – Por sua vez, há quem aposte, caso ocorra o ingresso de Bolsonaro no PP, que o presidente do partido aqui em Pernambuco, o deputado federal Eduardo da Fonte, continuaria tendo carta branca para escolher o destino da sigla aqui no estado. Nas mãos de Da Fonte a sigla ganhou musculatura no estado.

Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE

COMMENTS