Recife lidera criação de empregos com carteira assinada no Nordeste em outubro

Com saldo positivo de 3.302 postos de trabalho formais, esse foi o décimo mês consecutivo que a capital pernambucana apresenta alta no indicador, segundo dados do Caged. Em 2022, crescimento é de 4,95% em relação ao ano passado

Prefeito João Campos Prefeitura do Recife Ponte Engenheiro Jaime Gusmão
O Recife foi a capital do Nordeste que mais criou empregos com carteira assinada no mês de outubro. Foram 3.302 vagas de saldo, resultado de 17.472 contratações e 14.170 demissões. Outro dado positivo foi a marca de ser o décimo mês consecutivo de alta no emprego formal na capital pernambucana em 2022, totalizando um estoque de 521.371 postos de trabalhos ativos. Somando o desempenho dos dez primeiros meses de 2022, já são 24.613 empregos de saldo, com crescimento de 4,95%. Levando em conta todas as cidades brasileiras, a capital pernambucana ocupou a 4ª colocação nacional. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (29). Desde o início da gestão João Campos, em janeiro de 2021, já são 53.987 mil empregos criados.

 

“O mês de outubro nos colocou na liderança do Nordeste na criação de empregos com carteira assinada, com o adicional de colocar a Indústria como o segmento protagonista nesse resultado, já que, historicamente, o movimento dos nossos empregos segue o comportamento do setor de Serviços, que é a vocação da cidade. Isso nos mostra que a nossa economia tem abertura para crescer em diversos segmentos, em resposta aos estímulos que o trabalho da gestão de João Campos vem dando para impulsionar a geração de riquezas e o mercado de trabalho, principalmente no que trata de atração de novos investimentos e da melhoria do ambiente de negócios da cidade”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux. 

 

A Indústria foi o setor responsável pela maior parte da alta na geração de empregos no Recife. O segmento contratou 1.818 profissionais, gerando um saldo positivo de 1.032 vínculos de trabalho e um crescimento significativo 2,78%. O setor de Serviços admitiu 9.702 trabalhadores e teve saldo de 948 empregos, registrando crescimento percentual de 0,28%. Já o Comércio contratou 3.695 pessoas e teve saldo positivo de 591 vínculos, com um aumento de 0,59%. O segmento de Agropecuária admitiu 181 trabalhadores e desligou outros 76, gerando um de 105 e variação de 5,28%.

 

Estratificando os números, das 17.472 novas contratações no mês de outubro, 11.158 foram homens e 6.314 de mulheres com carteira assinada. A maior parte da força de trabalho admitida: 4.945 trabalhadores – tem entre 30 a 39 anos, seguido pela faixa etária dos 18 a 24 anos: 4.601. No recorte por escolaridade, profissionais com ensino médio completo correspondem a 12.060 contratos firmados no período, ou 70% do total de admissões . Em seguida aparecem os trabalhadores com ensino superior completo: 1.717.

 

Saldos de empregos das capitais nordestinas (outubro de 2022):

 

Recife (PE): 3.302

Fortaleza (CE): 2.612

São Luís (MA): 2.015

Maceió (AL): 1.736

Salvador (BA): 1.610

Teresina (PI): 801

João Pessoa (PB): 779

Natal (RN): 550

Aracaju (SE): 35

COMMENTS