Simone Santana propõe retomada da Frente Parlamentar da Primeira Infância

Simone Santana propõe retomada da Frente Parlamentar da Primeira Infância

“Quando uma sociedade prioriza as políticas públicas voltadas às crianças de até seis anos de idade, muda-se o destino de toda uma geração”, destacou Simone.

PSB de Pernambuco realiza encontro preparatório para as Eleições 2020
Marília alfineta PSB e sinaliza para Humberto Costa
João Campos questiona dados defasados do Ministério das Cidades

 

BJETIVO – Nova edição do colegiado deverá produzir diagnóstico da situação dos direitos das crianças em Pernambuco. Foto: Roberto Soares

Encerrada no ano passado após dois anos de atividades, a Frente Parlamentar da Primeira Infância deverá ser retomada na Assembleia Legislativa. A coordenadora do grupo, deputada Simone Santana (PSB), propôs a continuidade dos trabalhos durante pronunciamento na Reunião Plenária desta quarta (20), recebendo manifestações de apoio dos colegas.

Simone Santana adiantou que a principal preocupação da Frente Parlamentar nessa nova edição será produzir um diagnóstico da situação dos direitos das crianças em Pernambuco. O esforço, antecipou, deverá identificar as violações de direitos mais frequentes, o que irá orientar o trabalhos do Legislativo e as recomendações a serem encaminhadas ao Poder Executivo.

“Quando uma sociedade prioriza as políticas públicas voltadas às crianças de até seis anos de idade, muda-se o destino de toda uma geração”, afirmou a parlamentar, citando estudos científicos que apontam que os estímulos a que os pequenos são expostos nessa faixa etária são determinantes para a formação como pessoa e cidadão. “Investir no começo da vida é a solução mais inteligente, eficaz e produtiva”, frisou, acrescentando que o grupo atuará também no Interior.

Relatora dos trabalhos realizados em 2018, a deputada Priscila Krause (DEM) endossou, em aparte, a proposta de repetir a atuação do grupo a partir deste ano. “Teremos a oportunidade de aprofundar debates e de nos aproximar ainda mais da rede de profissionais que prestam assistência às nossas crianças”, comentou a democrata, acompanhada pelas deputadas Roberta Arraes (PP) e Dulcicleide Amorim (PT). Os parlamentares Teresa Leitão (PT) e Joel da Harpa (PP) também se pronunciaram, sugerindo a inclusão de discussões sobre temas como o ensino domiciliar e a violência contra a criança nos ambientes domésticos.

Com informações da ALEPE

COMMENTS