Solidariedade anuncia apoio à reeleição de Paulo Câmara

Solidariedade anuncia apoio à reeleição de Paulo Câmara

Posição do Solidariedade é indicativo de que Luciana Santos não será a vice de Paulo Câmara

Barreiros – Deputado Augusto Coutinho participa da entrega de 80 títulos definitivos de terra
Augusto Coutinho é homenageado pela Câmara do Recife
João Campos articula emendas parlamentares para o Recife
Após reunião dos mandatários do Solidariedade com o governador e pré-candidato à reeleição pelo PSB, Paulo Câmara, na tarde desta quarta-feira (1), o partido anuncia oficialmente que integra a Frente Popular no pleito de 2018. O grupo jamais saiu da base do governo de Pernambuco e democraticamente defendeu o seu espaço na atual administração, afim de afinar as coligações necessárias e proteger seus mandatos e candidatos. A comunicação entre as partes foi garantida, de forma a superar todas as questões colocadas.
De acordo com o deputado federal, pré-candidato à reeleição e líder do Solidariedade em Pernambuco, Augusto Coutinho, é importante destacar que em hora alguma o partido esteve fora do governo. “Houve muita especulação, mas o trabalho que realizamos foi o de escuta ativa para que pudéssemos alinhas expectativas e espaços sempre tendo em mente o que é melhor para o estado – e foi pensando no que acreditamos ser o melhor para a população que investimos nessa união”, declarou. No início da noite desta quarta-feira, o parlamentar declinou os convites realizados pelo grupo de oposição, cumprimentando o pré-candidato Armando Monteiro Neto.
O Solidariedade conta atualmente com dois deputados federais, um estadual, três prefeitos, cinco vice-prefeitos e 57 vereadores em Pernambuco, e pretende aumentar a participação em todas as esferas a partir de 2019. A convenção que oficializará os nomes que concorrerão às eleições deste ano será realizada no sábado (4), às 11h, na sede do partido, na Rua da Saudade, no Recife.
A posição do Solidariedade é um indicativo de que Luciana Santos (PC do B) não será a vice de Paulo Câmara, uma vez que a comunista é a principal adversária do prefeito de Olinda, professor Lupércio, um dos principais quadros do Solidariedade no Estado. A possibilidade de Luciana ser candidata a vice-governadora era um dos empecilhos para que o Solidariedade fechasse apoio à reeleição do governador Paulo Câmara.

COMMENTS