TCE-PE indefere denúncia da oposição e autoriza continuidade das obras de reforma e ampliação de escola em Casinhas

Saiba mais informações clicando no link

Gestão da prefeita de Casinhas, Juliana de Chaparral, é destaque na Revista Movimentto
CASINHAS – Prefeita Juliana de Chaparral anuncia vacinação de público em geral acima de 18 e de 12 a 17 anos para pessoas com comorbidades
José Humberto cumpre intensa agenda no Agreste Setentrional


Após apreciação de pedido de Medida Cautelar, apresentado por vereadores do grupo de oposição do município de Casinhas, com vistas a suspender o Procedimento Licitatório Nº 037/2021 (Tomada de Preços Nº 010/2021), promovida pela Prefeitura de Casinhas, tendo como objeto as obras de reforma e ampliação da Escola Municipal Solon Jerônimo de Melo, no Sítio Fundão de Baixo, que já se encontram em execução, o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) decidiu pelo indeferimento da denúncia com alegações de possíveis irregularidades
.

TCE NÃO ENCONTROU IRREGULARIDADES

Na última quinta-feira (04.10), com base na vistoria do Núcleo de Engenharia (NEG), o conselheiro relator Valdecir Pascoal decidiu pelo indeferimento da denúncia e autorização da continuidade da obra. O Núcleo de Engenharia analisou os termos da denúncia, bem como os argumentos da Gestão Municipal para elaboração do parecer. Durante a vistoria foram observados os pontos de questionamento dos requerentes, expostos a seguir:

1. A edificação existente é uma construção antiga, que necessitava de reparos imediatos, principalmente, na coberta. O projeto em execução não prevê a demolição de toda edificação existente, em contradição às alegações dos Requerentes. O volume da obra em execução é compatível com o propósito de melhoria das condições dos estabelecimentos de ensino no município, não sendo identificados serviços desproporcionais ou incompatíveis;

2. Foram apresentados os projetos de construção utilizados na obra, sendo constatada a necessidade de execução de reforço estrutural da edificação existente, com a construção de sapatas isoladas e pilares, demandando um considerável volume de escavação, apresentado nas planilhas da obra; Outrossim, os quantitativos de chapisco e emboço estão compatíveis com os serviços previstos, uma vez que todo reboco existente será demolido para execução de um novo

revestimento, assim como a aplicação em laje a ser executada.

3. Os Requerentes não apresentaram as obras que supostamente foram, ou estão sendo, executadas por funcionários municipais. Durante a incursão ao município de Casinhas não foram localizadas obras utilizando mão-de-obra do município; Ressalte-se ainda, que a Prefeitura de Casinhas apresentou Relatório Técnico de Engenharia, Defesa Preliminar, acerca dos questionamentos elaborados pelos Requerentes. Os argumentos de defesa foram considerados esclarecedores por esta equipe do TCE-PE. Ainda no contexto da apresentação da documentação obrigatória pertinente à obra, foi apresentada a ART – Anotação de Responsabilidade Técnica, de execução, referente à reforma e ampliação da escola.

CONCLUSÃO DO NEG

“Face ao exposto na Análise Técnica, a execução da obra de ampliação e reforma da escola Solon Jerônimo de Melo, decorrente do Processo Licitatório Nº 037/2021, Tomada de Preços Nº 010/2021, foi considerada compatível com os projetos e planilhas apresentados. Diante do exposto, sugere-se a CONTINUIDADE da referida obra, que poderá ser objeto de auditoria”, concluiu o Núcleo de Engenharia (NEG) do TCE-PE.

DECISÃO DO TCE

Confira trecho final da decisão do conselheiro relator Valdecir Fernandes Pascoal: “INDEFIRO, ad referendum da 1ª Câmara, o pedido de Medida Cautelar dos senhores vereadores do Município de Casinhas para suspender o Procedimento Licitatório Nº 37/2021, Tomada de Preços Nº 10/2021, referente à reforma e ampliação da Escola Municipal Solon Jerônimo de Melo, localizada no Sítio Fundão de Baixo.”

COMMENTS