Trajetória de Yves Ribeiro no campo da preservação ambiental será contada em evento mundial

Saiba mais informações clicando no link

Alberto Feitosa pede decretação de estado de emergência
Governo anuncia ampliação do Parque Dois Irmãos e implantação de novo conceito – Bioparque no Zoológico
Jaboatão convoca voluntários e organiza mutirão para o Dia Mundial de Limpeza de Praias e Rios

A convite do Instituto Lixo Zero Brasil(ILZB), o prefeito de Paulista, Yves Ribeiro (MDB), fará na tarde desta terça-feira(22) uma retrospectiva de sua atuação com gestor e ativista em defesa das causas ambientais, no 2° Congresso Internacional Cidades Lixo Zero, que acontecerá em Brasília nos dias 22, 23 e 24 de junho, em formato híbrido( presencial e virtual).

Sob o tema “Yves Ribeiro, um ativista por natureza”, o emedebista pretende revisitar na linha do tempo as lutas e ações em prol da preservação ambiental, na região do litoral norte do Estado de Pernambuco, num período que vai dos anos 80 até os dias atuais.

A intervenção do prefeito no congresso mundial terá também a participação dos catadores de materiais recicláveis da cidade do Paulista, José Feliz(Dumé) e Cínthia Mayara. Na ocasião, será exibido um documentário de 3min que leva o nome do tema da apresentação do político pernambucano.

O presidente da Câmara de Vereadores de Paulista, Edson Araújo(PSB), mais conhecido por Edinho, chegou a Brasília neste domingo(20) para prestigiar o prefeito da cidade. Ele veio acompanhado dos vereadores Itamar das Montanhas(Cidadania) e Raul Silva((PMN).

O encontro trará ao Brasil especialistas de diversos países para debater oportunidades geradas para a economia nacional.

O congresso é o primeiro do mundo dedicado ao conceito lixo zero, com foco nas cidades e nas municipalidades.

A ideia é difundir conceitos de boas práticas, redução de desperdício, readaptação e reaproveitamento do lixo.

Para Rodrigo Sabatini, presidente do ILZB, muitos empreendedores sabem que a sustentabilidade é um bom negócio, mas encontram dificuldade pelo caminho para se tornar viável. “O congresso internacional vai apontar soluções para essa e outras questões. Queremos reduzir custos para os municípios e elevar a geração de emprego e renda por meio da gestão adequada dos resíduos”, esclareceu ele.

COMMENTS