conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

ALTERNATIVA

Victor André Gomes critica Consórcio Grande Recife e pede municipalização do transporte

Vereador Victor André Gomes

Vereador Victor André Gomes (PV) – Foto/CMR

CÂMARA DO RECIFE

A má qualidade e a insegurança no transporte público por ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR) levaram o vereador Victor André Gomes (PV) a se pronunciar na tribuna da Câmara Municipal durante a reunião plenária desta terça-feira (4). Na tribuna da Casa, Gomes mencionou dados negativos sobre o sistema, criticou a falta de prestação de informações do Grande Recife Consórcio de Transportes Metropolitano e a inação do Governo do Estado a respeito da questão. O parlamentar defendeu que o serviço volte a ser controlado pela capital pernambucana.

O Grande Recife gerencia desde 2008 a operação das empresas concessionárias das linhas de ônibus RMR, em substituição à Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/Recife). Atualmente, seu Conselho de Administração é formado por um representante da Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura de Pernambuco, um representante da Secretaria da Controladoria Geral do Estado, um representante da Prefeitura do Recife e uma representante da Prefeitura de Olinda.

Segundo o vereador, o Grande Recife não forneceu repostas satisfatórias a um pedido de informações, formulado pelo seu mandato, sobre o quantitativo da frota que está efetivamente em operação. Gomes também ressaltou o não atendimento, pelas empresas do Consórcio, à legislação que obriga a climatização dos veículos do transporte coletivo.

As notícias de agressões a motoristas e o aumento no número de assaltos ocorridos dentro dos transporte coletivo renderam críticas de Victor André Gomes tanto ao Consórcio quanto ao governo estadual, responsável por administrar a segurança pública. “Tivemos um aumento de 32% de assalto dentro dos transportes coletivos. São números alarmantes. E esses números são comparados aos números do ano de 2023. Esse aumento de 32% mostra a ineficiência clara de quem gerencia a segurança pública do nosso Estado, que está prejudicando diretamente, na ponta, a população que pega o veículo coletivo de transporte público para se deslocar”.

De acordo com o parlamentar, as falhas no sistema de ônibus têm levado a população a preferir outros meios de locomoção, como as corridas por motocicletas solicitadas via aplicativos – mas esse novo comportamento também tem ocasionado problemas. “Nós tivemos um aumento de 69% de vítimas fruto de sinistros envolvendo motos, em sua grande maioria, motos que fazem transporte de passageiro por intermédio de aplicativos”.

Em aparte, o vereador Almir Fernando (PSB) também cobrou a municipalização do transporte público por ônibus. De acordo com ele, mudanças recentes no sistema, como a retirada de fiscais em terminais e a extinção do cargo de cobrador, demonstrariam que os empresários do setor têm acumulado lucros, enquanto a população sofre com o mau serviço. “A gente fica até sem motivação para marcar uma audiência, uma reunião com o Grande Recife Consórcio de Transportes, porque não se resolve nada. Quem está mandando no transporte coletivo da nossa cidade são os empresários. Fazem o que querem”.

Já o vereador Rodrigo Coutinho (Republicanos) disse que a administração metropolitana serviria para tornar mais eficiente o transporte entre os municípios que compõem a RMR. “Boa parte do país já trata o transporte de forma metropolitana, justamente porque você consegue fazer com que esse deslocamento seja mais fluido, comandado por uma só entidade, integrando todas as cidades que fazem parte do ciclo da Região Metropolitana. Eu acho que essa é uma matéria que precisa ser muito aprofundada, muito bem discutida, para que a gente consiga montar um modelo que seja não só benéfico para os recifenses, como para todos os usuários do transporte público da Região Metropolitana do Recife”.

O vereador Rinaldo Junior (PSB) defendeu, também em aparte, tanto a municipalização do transporte quanto a tarifa zero para os cidadãos recifenses. “Eu concordo com o vereador Rodrigo Coutinho que há que se ter um estudo mesmo, um estudo de viabilidade. Mas é necessário começar a fazer esse levantamento e esse exercício de pensamento para, novamente, municipalizar o nosso transporte público de passageiros”.

Para a vereadora Aline Mariano (PSB), é urgente que o município retome o poder sobre o transporte público. “O que a gente escuta são só promessas. Esta Casa, de fato, perdeu a autonomia que tinha. Acho que é uma resolução deste Poder retomarmos um assento no Consórcio Metropolitano. Tanto era assim que nós legislávamos acerca dessa matéria”, disse. “Eu acho que a gente não tem mais que jogar para a frente. O que nós temos que fazer agora é cobrar, de fato, com mais dureza”.

Wellington Ribeiro

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

OPORTUNIDADE

O prefeito Mano Medeiros anunciou hoje (26), um concurso público para diversos cargos públicos no Jaboatão dos Guararapes, oferecendo um total de 1.582 vagas....

ELEIÇÕES 2024

O Blog Ponto de Vista, em parceria com o Instituto França de Pesquisas (IFP), divulgará neste domingo pesquisa sobre a corrida eleitoral em Caruaru....

Recife

Aumentou o número de opções entre os auxiliares do prefeito João Campos que entraram no radar como alternativas para ser seu companheiro de chapa...

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.