Wanderson Florêncio defende a criação de hospital especializado no tratamento da síndrome pós-Covid-19 em Pernambuco

Saiba mais informações clicando no link

Sivaldo Albino visita UPAE Garanhuns. Unidade de saúde terá leitos e ambulância com UTI
Jataúba registra primeira morte por Covid-19
Projeto de Alessandra Vieira regulamenta descarte de máscaras

Deputado Wanderson Florêncio

Baseado na ideia que originou o projeto de primeiro hospital para a pesquisa e tratamento dos sintomas pós-Covid-19 no Rio de Janeiro, o deputado estadual Wanderson Florêncio (PSC) defende a implantação de uma unidade de saúde com as mesmas referências em Pernambuco.

Para o parlamentar é preciso avançar em pesquisas básicas e clínicas a respeito de temas como impacto das vacinas, os componentes genéticos que tornam algumas pessoas mais vulneráveis ao coronavírus Sars-CoV-2 e fatores que permitem a evolução da doença.

“A OMS já afirma que 10% de todas as pessoas que tiveram Covid-19 no mundo desenvolvam a síndrome pós-coronavírus. Trazendo essa realidade para o Brasil, nós chegamos a marca de 1,6 milhão de pessoas que precisam tratar os efeitos da doença.  Em Pernambuco temos condição de ter um hospital com essas referências vinculado ao SUS e com atendimentos realizados via central de regulação”, afirmou Wanderson Florêncio.

Sobre os custos para tornar esses atendimentos possíveis, o parlamentar esclarece que não seria necessário executar nenhuma obra.

“Não será preciso erguer nenhum prédio novo. Temos grandes hospitais no estado que podem destinar um espaço para esse tipo de atendimento especializado, como o Hospital Miguel Arraes, o Oswaldo Cruz, o Pelópidas Silveira e o Regional do Agreste. O maior desafio é capacitar os profissionais de saúde para o acompanhamento desses pacientes”, declarou.

COMMENTS