Águas Belas – Ex-prefeito acusa prefeito de comprar apoio de vereadores

Saiba mais informações clicando no link

Governo do Estado afirma que acordo com Petrobras é uma vitória
Priscila Krause se reúne com procurador-geral do MPPE
Teresa Leitão expõe problemas causados pelo banco Itaú a servidores públicos ativos e aposentados

Ex-prefeito Genivaldo Menezes (PC do B), prefeito Luiz Aroldo (PT)

O ex-prefeito de Águas Belas, Genivaldo Menezes (PC do B), utilizou as redes sociais para tecer várias críticas à forma como o município está sendo conduzido neste período de pandemia do coronavírus e fazer sérias acusações contra o prefeito Luiz Aroldo (PT) sobre uma possível compra de apoios políticos para a reeleição

“Hoje de manhã eu fui ouvir a entrevista do prefeito na rádio com alguns secretário e vereadores na expectativa que ele fosse falar do trabalho que ele está fazendo. Das ações para enfrentar essa pandemia, mas na verdade ele falou muito pouco. Se ele falou pouco é porque muito pouco está fazendo. A fala dele foi mais no sentido de falar de adversários, falar de política, falar da vida dos outros, que é o que ele sabe fazer”, criticou.

Genivaldo chamou a atenção para a falta de um plano organizado de enfrentamento à propagação do coronavírus no município, inclusive afirmando que o prefeito Luiz Aroldo não tem coordenado ações efetivas neste sentido, sobretudo no que diz respeito ao isolamento e distanciamento social, como também na construção de um hospital de campanha e a garantia dos equipamentos necessários para auxiliar no atendimento dos pacientes da doença.

Na questão política o ex-prefeito Genivaldo Menezes não poupou críticas ao gestor e realizou sérias acusações de possíveis compra de votos para apoio político. “Eu ouvi você falando que tem o maior grupo político para ir para a reeleição. Tem por conta do dinheiro que você comprou muitos vereadores”, disparou.

O ex-prefeito também acusa o prefeito Luiz Aroldo de pagar para que vereadores rejeitassem a sua conta na Câmara de Vereadores. “Diz que eu sou inelegível. Você me tirou da disputa porque comprou vereadores. Gastou R$ 1 milhão e eu tenho como provar isso. Se alguém quiser me denunciar, pode me denunciar que eu vou mostrar conversas de vereador dizendo quanto iria receber. O que é que tinha no governo. Porque não podia votar em mim”, denunciou.

“Teve adesão de vereador aí que custou uma fortuna. Que recebeu este dinheiro por empresa que presta serviço para a prefeitura. De uma vez só foi R$ 150 mil para um vereador. Se quiser me denunciar, pode me denunciar que eu vou dizer qual foi a empresa, qual foi o dia que o dinheiro foi depositado, qual foi o vereador. Eu digo o nome dele, o partido e digo até a idade dele. Não tem problema! Eu estou aqui para provar o que eu estou falando na justiça e para o povo de Águas Belas”, desafiou.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS