conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

Articulação

Após articulação de Álvaro Porto, governo de Alagoas isenta ICMS na venda de gado para Pernambuco

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Álvaro Porto (PSDB), comemorou o decreto que isenta do pagamento do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) os pecuaristas alagoanos que desejem abater gado bovino no estado de Pernambuco. O decreto foi assinado neste sábado (28.20) pelo governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB).

Porto, que articulou a redução do imposto junto ao governo do estado vizinho, avalia que o decreto vai provocar um forte aquecimento nos negócios e a consequente geração de empregos e renda para alagoanos e pernambucanos. Principalmente porque a unidade frigorífica da Masterboi de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco – a 230 quilômetros do Recife e a 144 quilômetros de Maceió –, tem alta demanda diária de bois, o que garante mercado aos pecuaristas do estado vizinho. “Temos trabalhado constantemente para o fortalecimento da pecuária em Pernambuco e em Alagoas. A decisão é um estímulo imenso para o setor, uma vez que competitividade será ampliada”, diz.

Em maio deste o deputado esteve em Maceió onde se reuniu com o governador Paulo Dantas para tratar justamente da possibilidade de isenção do ICMS na compra e venda de gado. Na época, o deputado considerou a conversa com o governador como promissora. E acrescentou que iria continuar dialogando para encontrar soluções para explorar todas as possibilidades de ampliar os negócios entre os dois estados.

A reunião de Maceió contou com participação do presidente da Masterboi, Nelson Bezerra; do prefeito de Quipapá (PE), Alvinho Porto (PSDB); da prefeita de Senador Rui Palmeira (AL), Jeane Moura (MDB); e dos deputados estaduais alagoanos Gilvan Barros (PP) e Inacio Loiola (MDB).

Inaugurada em agosto de 2022, a Masterboi de Canhotinho abriu novas fronteiras para a pecuária de corte na região, já abatendo mais de 500 animais por dia. De olho na demanda do frigorífico, produtores dos dois estados melhoraram e ampliaram rebanhos. Além disso, a empresa e os criadores têm buscado alternativas para estimular os negócios. Álvaro Porto enfatiza que o seu mandato permanece mobilizado para buscar caminhos que possibilitem o aproveitamento de todo o potencial do mercado gerado pelo frigorífico, tanto em Pernambuco quanto em Alagoas.

De acordo com o deputado, o empreendimento está impactando a economia de vários estados e mudando a vida de pernambucanos e de regiões vizinhas. “A Masterboi provocou a expansão do agronegócio, o melhoramento da genética dos rebanhos e está beneficiando social e economicamente todo o Agreste, com repercussão em todo o estado de Pernambuco e em estados vizinhos”, ressalta.

Atualmente, a unidade já recebe animais vindos do Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Piauí e Maranhão. No total foram gerados 470 empregos diretos e mais de 3 mil indiretos. Quando estiver em pleno funcionamento, o frigorífico vai gerar 800 empregos diretos.

A assinatura do decreto alagoano ocorreu no espaço de leilões da 73ª Expoagro, no Parque da Pecuária, em Maceió, e contou com a presença da secretária de Estado da Agricultura, Carla Dantas, e do presidente da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), Domício Silva, organizador do evento.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

FESTA DO MOMO

Já escutamos os sinais do Carnaval! A Prefeitura do Recife anunciou diversos serviços e novidades para o Carnaval 2024. Em coletiva realizada na manhã...

Destaque

O município de Serra Talhada foi classificado como uma das 10 cidades mais competitivas do Nordeste, segundo avaliação do Centro de Liderança Pública (CLP),...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.