Assembleia sedia I Seminário de Educação Domiciliar de Pernambuco

O Auditório Sérgio Guerra recebeu, na manhã desta quinta (5), o I Seminário de Educação Domiciliar de Pernambuco, coordenado pelos deputados Romer

Doriel Barros é reconduzido à presidência da Comissão de Agricultura da Alepe
Jovens que cresceram em casas de acolhimento terão moradia reservada em programas habitacionais do Estado
Aprovado PL de Gustavo Gouveia que obriga os presos a pagarem pelo uso das tornozeleiras eletrônicas

O Auditório Sérgio Guerra recebeu, na manhã desta quinta (5), o I Seminário de Educação Domiciliar de Pernambuco, coordenado pelos deputados Romero Sales Filho (PTB) e Adalto Santos (PSB), com o apoio do Grupo Educação Domiciliar – Direito Já!, por meio da Associação Nacional de Educação Domiciliar (Aned). O encontro, que teve como objetivo esclarecer sobre a educação domiciliar, contou compalestras do presidente da Associação Nacional de Educação Domiciliar (ANED), Rick Dias, da psicóloga e professora da Flórida Christian University (Florida – USA), Dr. Inez Borges e do ex-ministro da educação, Mendonça Filho.

A abertura foi proferida pelo deputado estadual Romero Sales Filho (PTB), com o tema “Educação, Liberdade e Diversidade: os destinos da educação pernambucana”, o parlamentar destacou que “a liberdade é o pilar sobre o qual se apoia a própria noção do estado democrático de direito e é um dos cinco princípios constitucionais. Portanto, as famílias que optam por essa modalidade de ensino não podem ter seus direitos usurpados. Diferente do que é disseminado, a educação domiciliar nada tem a ver com descolarização. Ela é um método que permite que pais e tutores, direcionem a educação dos seus filhos em casa, subordinados a diversas regras pedagógicas”, esclareceu Sales Filho.

O ex-ministro da educação, Mendonça Filho, falou da importância da mobilização para o fortalecimento das famílias. “Urge que o congresso faça cumprir a lei e não permita que esses pais fiquem subordinados a uma sentença única”, declarou Mendonça que destacou ainda na sua fala o princípio da autonomia, reforçando o direito natural que os pais possuem de criarem e educarem os seus filhos, que somente não poderão exercer esse direito/dever se não houver condições de seu exercício.

Estiveram presentes o 1º secretário Clodoaldo Magalhães (PSB), a deputada Priscila Krause (DEM), os deputados Marco Aurélio (PRTB), Antônio Moraes (PP) e Tony Gel (MDB). O vereador Renato Antunes (PSC), além dos Doutores José Durval Lins e Antônio Peixoto esclareceram questões legais e trouxeram um olhar jurídico para a questão.

COMMENTS