Audiência Pública debate a importância da Causa Animal na Câmara

Audiência Pública debate a importância da Causa Animal na Câmara

Órgãos como Polícia Civil e Ministério Público de Pernambuco estarão presentes.

Bancada Cristã entrega carta ao prefeito e ao governador em prol das Igrejas
Michele Collins destina R$ 220 mil em emendas para o combate ao novo coronavírus no Recife
Jayme Asfora discute aumento do IPTU em Audiência Pública⁩

Órgãos como Polícia Civil e Ministério Público de Pernambuco estarão presentes. – Vereadora Goretti Queiroz (PR)

A importância de combater os maus tratos aos animais, e de reforçar o papel de cada órgão nos casos de resgate e prevenção ao abandono de animais, serão alguns dos temas discutidos na audiência pública promovida pela Câmara Municipal do Recife, nesta quarta-feira (10), às 9h, no Plenarinho da Câmara.

Promovida pela vereadora Goretti Queiroz, a audiência pública irá reunir representantes da Prefeitura do Recife, Secretaria de Defesa dos Direitos dos Animas, Delegacia do Meio Ambiente, Cipoma, CPRH, Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Corpo de Bombeiros.

O evento tem o objetivo de reunir toda a comunidade, ONGs de proteção animal, donos de abrigos, médicos veterinários, donos de Pet Shops e clínicas veterinárias, além de vereadores para cobrar políticas públicas dos órgãos e sugerir ações emergenciais em casos de maus tratos.

“É de fundamental importância a realização dessa audiência pública para que possamos cobrar dos órgãos eficiência nos casos de resgate. Recebo várias queixas, diariamente, de protetores e simpatizantes da causa que não têm a quem cobrar. Quando ligam para o Corpo de Bombeiros não são atendidos, quando pedem ajuda da polícia também não são ouvidos, então vamos discutir sobre o tema com os representantes de todos os setores”, disse a vereadora.

ABANDONO

Um dos casos mais recentes de abandono aconteceu nesse domingo (07), quando câmaras de uma clínica veterinária, no bairro da Torre, registraram uma mulher deixando o cachorro na frente do local amarrado a uma corrente. As imagens foram veiculadas nas redes sociais e causaram indignação da população.

COMMENTS