conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

RELIGIÃO

Cabo: projeto do presidente da Câmara, Ricardinho, sobre isenção tributária de templos é publicado no Diário Oficial dos Municípios

Ricardo Carneiro Câmara de Vereadores do Cabo de Santo Agostinho

Foi publicada no Diário Oficial dos Municípios na última sexta-feira (9), a Lei de autoria do presidente da Câmara do Cabo de Santo Agostinho, vereador Ricardo Carneiro (Ricardinho), que altera o código tributário do municipal regulamentando a imunidade tributária sobre templos de qualquer natureza.

A Lei 3.909 de 01 de fevereiro deste ano prevê que a imunidade tributária deve abranger várias entidades, entre elas, templos sede, congregações, terrenos, imóveis e espaços atrelados às entidades, desde que vinculados a atividades de natureza social e de cunho religioso, relativo a qualquer denominação de crença.

O presidente da Câmara, vereador Ricardinho, lembra que a lei proposta por ele alterando o código tributário para regulamentar a imunidade sobre templos religiosos, traz especificidades que garantem o cumprimento da Lei. Uma Lei sobre o tema aprovada em 2021 não elencou de forma objetiva os documentos e requisitos necessários para que essas entidades obtivessem esse direito.

Independente de quem esteja à frente da gestão, a Lei funcionará de forma efetiva. “Essas entidades não vão precisar fazer articulação política para se enquadrarem nos requisitos solicitados. Fomos procurados por representantes de diversas entidades religiosas. Eles tinham o direito, mas a burocracia atrapalhava no registro, na obtenção do benefício”, explica o presidente da Câmara.

Para solicitar o reconhecimento da imunidade tributária prevista na Lei, as entidades interessadas devem apresentar o requerimento fundamentado em formulário próprio, disponibilizado pela Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, onde consta a relação de documentos necessários. “Fizemos o projeto para facilitar e desburocratizar o processo de concessão do benefício”, destacou Ricardinho.

O presidente da Câmara explica que a aprovação do projeto não é uma forma de reconhecimento apenas ao trabalho de apoio espiritual realizado pelas igrejas, como também pelo papel social que elas exercem nas comunidades. “Temos várias exemplos em nosso município onde esse trabalho chega até onde o poder público não pode atender. O papel social das igrejas tem nosso reconhecimento, independente da crença”, finalizou o vereador.

Wellington Ribeiro

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pleno Consultoria Humanizar
Banner Santa Cruz do Capibaribe

Você também pode gostar

OPORTUNIDADE

O prefeito Mano Medeiros anunciou hoje (26), um concurso público para diversos cargos públicos no Jaboatão dos Guararapes, oferecendo um total de 1.582 vagas....

Recife

Aumentou o número de opções entre os auxiliares do prefeito João Campos que entraram no radar como alternativas para ser seu companheiro de chapa...

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

ALERTA

A Sensatus Pesquisa e Consultoria Ltda divulgará na próxima quinta-feira (7) uma pesquisa realizada sobre o pleito em Carpina para a prefeitura da cidade....

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.