Cabo tem recorde de ocupação da rede hoteleira no Carnaval 2020

Saiba mais informações clicando no link

Equipe de transição de Governo do Cabo faz entrega de documentação para comissão da nova gestão
Edna Gomes assume presidência do PP no Cabo
Projeto de Turismo leva alunos da rede municipal para conhecerem os encantos da cidade

Foto: Léo Domingos

Para a rede hoteleira do Cabo de Santo Agostinho, o Carnaval deste ano foi bem melhor que o de 2019. É que durante os quatro dias dos festejos de momo a taxa de ocupação foi de 97% (Dados fornecidos pela Empresa Pernambucana de Turismo, EMPETUR) em toda rede, composta por mais de 4.700 leitos. Um aumento de 2% em relação ao ano passado.

Segundo o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Moshe Caminha, o aumento na taxa de ocupação de leitos é um desafio. ” A confiança do turista que já desfrutou da nossa cidade em outros momentos, faz com que voltem porque temos a característica de sair do foco de agitação. Temos o perfil de turismo de descanso, sossego, família. Fatores que fazem as pessoas procurarem a cidade, fugindo do agito do Carnaval”.

O Cabo recebe pessoas de vários lugares como, São Paulo, Minas Gerais, Fortaleza, Paraíba e Maceió, esses turistas vem de carro ou fretam ônibus e tem aqueles que vem através de agências de viagens, principalmente estrangeiros.

A cidade é um cenário positivo para hospedar, é um refúgio para quem busca beleza e descanso. O destino tem se consolidado por ser próximo de aeroporto, hoteis e da capital, como também por estar dentro deste eixo de ligação da Paraíba e Alagoas.

Para Moshe Caminha a cidade ganhou em vários aspectos além da hotelaria. Os restaurantes do litoral tiveram uma demanda maior que os dias normais. Outro segmento que se beneficiou foi o comércio ambulante. A oportunidade de geração de renda, levou ao aumento de 20% no número de ambulantes cadastrados para operar nesse Carnaval, principalmente em blocos de rua.

COMMENTS