conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

Eleição

Chapa 4 do Cremepe defende o fim do “médico único” em debate promovido pela Unimed Caruaru

Saiba mais informações clicando no link

Nesta quarta-feira (09/08), a Unimed Caruaru promoveu um debate com as quatro chapas que estão disputando a eleição do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). Dentre as concorrentes, a Chapa 4, “Liberta, Cremepe!”, se destacou mostrando entendimento da realidade dos médicos do interior, inclusive defendendo o fim do “médico único”. A Chapa 4 foi representada pelo ginecologista e obstetra, o caruaruense Fábio Lyra.

A Chapa 4 conta com 10 candidatos do interior, sendo a chapa com o maior número de representantes de fora da capital pernambucana. Entre os candidatos, há médicos da Zona da Mata ao Sertão do estado e o compromisso de nenhuma região ficar sem representação.

Um dos principais problemas que os médicos relatam acerca do trabalho no interior é o “médico único”, ou seja, a existência de apenas um médico na unidade hospitalar de urgência/emergência. Há 40 anos atrás isso era aceitável, pois a demanda de atendimentos era bem menor, hoje não mais. O grande aumento da população e, consequentemente, do número de atendimentos exige a ampliação da equipe.

Durante o debate, Fábio falou sobre a situação, alegando que depois de um longo processo de escuta, em caso de vitória da Chapa 4, “lutaremos para ter mais de um médico de plantão nas cidades do interior, assim a gente vai diminuir a carga de trabalho, a carga de estresse e melhorar o exercício da medicina e a qualidade da assistência, consequentemente a gente vai diminuir a demanda judicante, que há no Cremepe, porque o Cremepe vai contribuir para uma melhor condição de trabalho”.

O caruaruense também falou da postura do Cremepe, pontuando que o Conselho tem que estar junto do médico, sendo “muito mais do que um cartório”. Dentre as funções de representação, fiscalização e registro profissional, Fábio destaca também que a entidade tem que ir além dos atos punitivos e por isso, a Chapa 4 quer “que o conselho realmente seja um lugar de acolhimento para o médico e que naqueles momentos em que ele erra sem justificativa plausível, aí sim que ele seja exemplarmente punido, mas devemos buscar acabar com esse tribunal de inquisição que se montou”.

*Sobre a Chapa 4*

A Chapa 4 apresenta-se como uma alternativa sólida e autêntica para renovar o Cremepe, além de trazer de volta o seu protagonismo. Com um plano de ação consistente, a “Liberta, Cremepe!” defende uma agenda de valorização da medicina, apoiando a autonomia dos médicos e lutando por uma medicina digna e de qualidade. Entre suas 40 propostas estão a ampliação das vagas de residência, o suporte à pesquisa e à formação contínua, a maior atuação no interior do estado, além do foco na composição das escalas médicas tanto no setor público quanto no privado.

Eleição do Cremepe

As eleições para a composição dos conselheiros do Cremepe para os próximos cinco anos ocorrem nos dias 14 e 15 de agosto. Todo o processo eleitoral será realizado pela internet, entre 8h e 20h nos dois dias. Para médicos, a votação é obrigatória, mediante multa.

Wellington Ribeiro

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

OPORTUNIDADE

O prefeito Mano Medeiros anunciou hoje (26), um concurso público para diversos cargos públicos no Jaboatão dos Guararapes, oferecendo um total de 1.582 vagas....

ELEIÇÕES 2024

O Blog Ponto de Vista, em parceria com o Instituto França de Pesquisas (IFP), divulgará neste domingo pesquisa sobre a corrida eleitoral em Caruaru....

Recife

Aumentou o número de opções entre os auxiliares do prefeito João Campos que entraram no radar como alternativas para ser seu companheiro de chapa...

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.