Chico Kiko ressalta aniversário de 76 anos do PSB

Saiba mais informações clicando no link

Vereador Chico Kiko - Foto: CMR

Vereador Chico Kiko – Foto: CMR

Mesmo sendo integrante do Partido Progressistas (PP), o vereador Chico Kiko (PP) durante a reunião Ordinária da Câmara do Recife, desta segunda-feira (28), falou sobre o aniversário de 76 anos do Partido Socialista Brasileiro (PSB), celebrado no dia 6 de agosto. “Tenho uma admiração muito grande por esse partido, desde a entrada do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. E eu não poderia deixar de fazer essa singela homenagem a esse partido que tem uma história de luta e força no Estado”, disse.

Ao destacar o aniversário, o vereador Chico Kiko ressaltou a herança da família Arraes para o Partido Socialista Brasileiro. “O legado foi brilhantemente continuado por Eduardo Campos, em memória, um homem que eu considero um dos maiores políticos da história de Pernambuco, e agora, com o filho dele, o prefeito João Campos, que tem feito um belo trabalho à frente da Prefeitura do Recife”.

O parlamentar contou que acompanhava a política antes mesmo de se tornar vereador e disse que viu mudanças acontecerem em Pernambuco desde os tempos de Miguel Arraes, que também foi uma “importante figura”  e sofreu perseguição pela ditadura militar. “Na época, em 1961, ele atuava ao lado de João Goulart, o então presidente do Brasil. Arraes chegou a ser exilado do Brasil durante 14 anos por lutar pelos direitos civis e pelos direitos do povo. Quando ele retornou ao país, foi um dos líderes do Movimento “Diretas Já” que lutou pelo direito ao voto no Brasil”, detalhou.

Ele também lembrou que Miguel Arraes defendeu o direito às terras dos trabalhadores rurais, os direitos trabalhistas e registro CLT da jornada de trabalho. Segundo Chico Kiko, o ex-governador Eduardo Campos herdou bandeiras de lutas pelas pessoas menos favorecidas. “Ele já foi considerado o melhor governador do Brasil, com 89% de aprovação do povo. Tenho certeza que se estivesse vivo, teria conseguido se eleger presidente do Brasil”.

Câmara de Vereadores do Recife

COMENTÁRIOS