Deputado Alberto Feitosa adotará providências sobre ameaça do MST na frente da ALEPE

Saiba mais informações clicando no link

Feitosa e Kaio Maniçoba falam sobre suas ações para moradores da Zonas Oeste e Sul do Recife
Feitosa repercute número de jovens e crianças assassinadas no Brasil nos últimos 20 anos
Feitosa realiza Live com a ministra Damares Alves

Imagem/arquivo

Nesta segunda-feira (21) o Movimento dos Trabalhadores (MST) realizou uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE) ameaçando o deputado estadual, Alberto Feitosa (PSC), alegando que irá invadir a residência do Parlamentar, pelo fato do deputado estadual pedir vista de um projeto de lei de autoria das Juntas (PSOL) que quer suspender as reintegrações de posse durante a pandemia. Em relação às ameaças, o parlamentar logo se pronunciou “Esse ato não me mete medo, sou um militar da Reserva e um Parlamentar, mas antes de tudo sou um cidadão e estou preparado para defender a minha integridade física, a minha residência e em particular a integridade física da minha família” pontua o deputado Estadual, Alberto Feitosa.

O ato de Feitosa suspendeu a tramitação do projeto e causou aborrecimento do MST, onde de maneira ilegal e violenta tentam impor a sua vontade e desta vez, realizando várias ameaças a um parlamentar.

“Sou cidadão da Lei e da Ordem e adotarei todas as providências. Solicitarei ao Presidente da Assembleia, Eriberto Medeiros, pedindo que faça a identificação dos participantes e que coloque a Procuradoria da ALEPE a nossa disposição para as representações necessárias. Também entrarei com pedido de investigação na Polícia Civil do Estado de Pernambuco, da mesma forma, uma representação no Ministério Público do Estado (MPPE)”, afirma o deputado estadual, Alberto Feitosa.

O deputado estadual, Alberto Feitosa, vê que o Projeto de Lei é inconstitucional e que contraria o artigo 22, Inc. I, da Constituição Federal, que compete privativamente à União legislar sobre desapropriação.

COMMENTS