Geraldo entrega nova etapa do Parque Capibaribe

O  projeto Parque Capibaribe avançou em mais uma etapa de intervenções no Recife. Fruto de um convênio de cooperação técnica entre a Prefeitura da

Ciclovia Graça Araújo será inaugurada neste domingo
Casal Uchoa prestigia Baile Municipal do Recife
João Campos e Geraldo Júlio iniciam processo de transição no Recife

O  projeto Parque Capibaribe avançou em mais uma etapa de intervenções no Recife. Fruto de um convênio de cooperação técnica entre a Prefeitura da Cidade do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a partir da INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades, a iniciativa, que visa reurbanizar as margens do principal rio da cidade, requalificou totalmente a Praça Otávio de Freitas, no Derby. O prefeito Geraldo Julio realizou a entrega nesta quarta-feira (29) e contou com a parceria do Governo de Pernambuco.

“É uma praça que fica em um local de muito fluxo e que ficou muito bonita. Esta é uma obra do Parque Capibaribe, que é essa revitalização das margens do Rio Capibaribe. Agora temos aqui também uma esplanada, onde podemos ter atividades diversas. O Parque Capibaribe quer colocar o rio na vida do recifense. Assim é o Jardim do Baobá e assim é com essa Praça Otávio de Freitas”, destacou o prefeito Geraldo Julio sobre a obra, executada pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) com investimento de R$ 827.634,79, em parceria com o Governo de Pernambuco.

Com a entrega, a Praça Otávio de Freitas junta-se ao Jardim do Baobá, localizado no bairro das Graças, que foi o marco inicial do Parque Capibaribe, projeto que propõe uma nova relação das pessoas com o rio, criando mais condições de hábitos saudáveis e sustentáveis. Além das Graças e do Derby, o Parque Capibaribe vai atender um total de 22 bairros ao longo dos 30 km das margens do Capibaribe e tem como objetivo elevar o Recife a categoria de Cidade-Parque no ano de 2037, quando o município comemora 500 anos.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Guilherme Calheiros, comentou a importância da obra. “Estamos trazendo espaços públicos de volta aos recifenses, e sob a perspectiva do Rio Capibaribe, abrindo as margens e gerando espaços de convivência em diálogo com o rio. O Governo do Estado foi um parceiro nesta obra. Tínhamos um projeto executivo e os recursos também vieram do estado. O resultado da obra não poderia ser melhor. Um lugar central, histórico e que agora possibilita um uso maior para os cidadãos”, explicou o secretário.

A nova Praça Otávio de Freitas, que fica em frente ao Memorial da Medicina de Pernambuco, teve a recuperação do passeio interno, implantação de paisagismo, iluminação e pintura geral, além de um anfiteatro. Roberto Montezuma, professor e pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco, coordenador do INCITI e do projeto do Parque Capibaribe, comentou o impacto da obra. “Existia uma demanda de precisarmos criar espaços públicos. E então organizamos essa praça, para poder juntarmos o número máximo de pessoas. Liberamos a visão do rio para a cidade. Além dessa, outras áreas estão sendo pensadas, pois o Parque Capibaribe envolve toda a borda e extensão do Rio Capibaribe. Para uma ideia de futuro, o Recife virar uma cidade-parque”, enfatizou o professor sobre o conceito de Cidade-Parque, que considera espaços públicos de qualidade que promovam o encontro entre as pessoas e o meio ambiente, reafirmando culturas locais e gerando novas oportunidades de transformações sociais e econômicas.

COMMENTS