Ipem-PE apreende 500 produtos que colocam segurança de crianças em risco

Ipem-PE apreende 500 produtos que colocam segurança de crianças em risco

Em virtude do dia das crianças, comemorado no dia 12 de outubro, os agentes do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) estão intensific

Ipem-PE interdita bomba de combustível em Vitória de Santo Antão
Operação especial do Ipem-PE encontra irregularidades em 30% dos produtos natalinos
Ipem-PE reprova 20 bombas de combustíveis no agreste do Estado


Em virtude do dia das crianças, comemorado no dia 12 de outubro, os agentes do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) estão intensificando, entre os dias 1º e 11 de outubro, as fiscalizações no comércio de todo o Estado.

Durante a operação, fiscais do Instituto percorrem o comércio e verificam se brinquedos, bicicletas, dispositivos de retenção para crianças e berços infantis estão em conformidade com as regras de segurança estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Até o momento, 13 lojas foram visitadas, sendo 11 mil produtos fiscalizados e 500 apreendidos. A principal irregularidade encontrada foi a falta do selo de conformidade do Inmetro. Os estabelecimentos em que foram encontradas irregularidades terão até dez dias para apresentar as notas fiscais da compra do produto e defesa à autarquia.  Todos os brinquedos que estavam em situações irregulares foram apreendidos e armazenados na sede do Ipem para posterior destruição dos mesmos.

De acordo com o presidente do Ipem-PE, Adriano Martins, o objetivo dessa operação especial é averiguar a conformidade dos produtos infantis, através da presença do selo de conformidade do Inmetro. “Para receber o selo, os brinquedos e produtos passam por vários testes em laboratório e durante a análise são avaliadas situações de impacto e queda, riscos químicos (presença de metais e tintas nocivas à saúde) e ruídos causados pelos brinquedos. Por isso, torna-se imprescindível a presença do selo bem como a indicação da faixa etária adequada a cada idade da criança”, explica.

Ao verificarem os produtos, os fiscais prestam atenção se estão sendo comercializados com o conjunto de informações obrigatórias, como: dados do fabricante ou do importador, CNPJ da empresa fabricante, país de origem, faixa etária e, principalmente, o selo de identificação da conformidade, sendo obrigatória a presença de todas as informações em Português.

O consumidor que desconfiar ou encontrar irregularidades em algum item pode registrar o fato no canal de Ouvidoria do Ipem-PE, por meio do formulário Fale Conosco presente no site do Instituto, no telefone 08000 081 1526 ou pelo e-mail [email protected]

 

COMMENTS