João Campos vistoria nova fase da obra da Ponte Engenheiro Jaime Gusmão

Saiba mais informações clicando no link

Ponte Engenheiro Jaime Gusmão Prefeito João Campos Prefeitura do Recife
A obra da Ponte Engenheiro Jaime Gusmão, que está sendo realizada pela Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), nos bairros Monteiro e Iputinga, já avançou em 40% e está numa nova fase – a de instalação das aduelas de concreto (
peças pré-moldadas no concreto armado, retangulares ou quadradas). Ou seja, as estruturas de concreto que ficarão sobre o rio, sem a necessidade de escoramento, já estão sendo feitas com o método de concretagem – balanços sucessivos. Estão sendo investidos R$ 38 milhões na ponte que beneficiará, aproximadamente, 60 mil pessoas diretamente. O prefeito do Recife, João Campos, vistoriou os serviços nesta quinta-feira (19).

Ponte Engenheiro Jaime Gusmão Prefeito João Campos Prefeitura do Recife

Na ocasião, o gestor municipal explicou a nova fase das obras. “A gente está aqui vistoriando a obra da Ponte do Monteiro que está na etapa de implantação dos balanços sucessivos. Há uma estrutura metálica que segura a construção da nova etapa. Com isso, será feito todo o vão dela, cruzando o rio, sem a necessidade de escoramentos e pilares”, disse ele. “Essa é uma obra muito importante para a cidade. Há 15 anos Recife não tem uma nova ponte. E essa vai ser a mais nova ponte da cidade, conectando duas áreas muito importantes – Zona Norte e Zona Oeste. A gente vai garantir que cerca de 60 mil pessoas, diariamente, sejam beneficiadas diretamente. A Prefeitura segue trabalhando, aumentando muito o investimento e olhando sempre para as intervenções que possam fazer com que o Recife se consolide e cresça a cada dia”, continuou.

Após a instalação dos pilares de sustentação, erguidos dos dois lados do equipamento, e a execução dos escoramentos da ponte, começam a ser instalados os balanços sucessivos a partir da cabeceira do Monteiro. A previsão é finalizar essa fase em agosto de 2023. De acordo com a secretária de Infraestrutura do Recife, Marília Dantas, a construção da ponte está de acordo com o que foi elaborado no cronograma de execução. “Hoje a gente tem mais de 40% da ponte executada, nos dois lados, no Monteiro e na Iputinga. E esse tipo de ponte se baseia na construção de estruturas em aduelas, que são segmentos de concreto, que, no caso aqui, são de quatro metros de comprimento. Partindo de um pilar, em cada lado, que suporta o peso, vão sendo feitos os segmentos de concreto até se encontrarem, um lado com o outro. Esses trechos em balanços sucessivos são aqueles que não precisam de sustentação em baixo”, detalhou. 

A Ponte Engenheiro Jaime Gusmão terá estrutura de 170 metros de extensão e integra o projeto do sistema viário dos bairros da Iputinga e Monteiro. Será um importante investimento para a mobilidade na área e suprirá uma necessidade de interligação entre as duas margens, já que não existe nenhuma ponte para veículos num trecho de quase 5 km do rio. Para compor a integração dos dois bairros, a Prefeitura do Recife realizará também, posteriormente, a adequação do sistema viário para composição da semiperimetral, ligando a Avenida Maurício de Nassau (Paralela da Caxangá) e a Avenida 17 de Agosto. Esta obra incluirá a requalificação de 15 vias do entorno nas duas margens, totalizando 4,5 km.

COMMENTS