Joel da Harpa aciona Ministério Público contra aumentos de planos de saúde

Saiba mais informações clicando no link

Eduardo da Fonte condena reajuste tarifário e diz que Celpe no topo de reclamações do Procon “não surpreende”
Eduardo da Fonte propõe fim da multa por fidelização de serviços de telefonia e internet para desempregados
Proibição do corte de energia garante serviço essencial e dignidade para as famílias, diz Eduardo da Fonte

O Deputado Joel da Harpa acaba de ingressar com uma representação junto ao Ministério Público Federal ( MPF) contra os aumentos nos planos de saúde e para que proceda as devidas investigações contra a Agência Nacional de Saúde (ANS), responsável por regulamentar a prestação deste serviço à população. O parlamentar também solicita a ampliação do período de suspensão dos reajustes dos planos de saúde até o fim da pandemia da COVID-19.

Com essa decisão da ANS, foram afetados 20,2 milhões de beneficiários em relação ao reajuste anual e 5,3 milhões de beneficiários em relação ao reajuste por mudança de faixa etária. Vale lembrar que os dois reajustes (e a suspensão de cobrança deles) podem ser aplicados a um mesmo beneficiário.

Segundo Joel, esse aumento das mensalidades dos planos de saúde fere frontalmente o princípio da dignidade da pessoa humana, de modo que os segurados veem o seu direito ao mínimo existencial ser atingido com esse reajuste diante da instabilidade gerada pela pandemia.
Para o deputado, diante deste cenário, ficam evidentes os prejuízos que os consumidores, terão que suportar com esse aumento dos planos de saúde, sobretudo diante de um momento de insegurança e instabilidade que o mundo vive. Afinal, a crise ainda não passou.

COMMENTS