Médicos e deputados estaduais de Pernambuco debatem sobre o tratamento preventivo e precoce para o Covid-19

Saiba mais informações clicando no link

Pastor Eurico anuncia apoio a pré-candidatura de Alberto Feitosa no Recife
Alberto Feitosa pede delegacia para conflitos agrários e ressalta construção de casas pelo Governo Federal
Radar Político (14/03) – Guilherme Uchôa Júnior pode disputar Prefeitura de Igarassu


As discussões sobre o uso da hidroxicloroquina voltaram à pauta após o presidente Jair Bolsonaro testar positivo para o Covid-19 e informar que está usando o medicamento como tratamento, assim como já havia sido determinado pelo Ministério da Saúde. Para debater o assunto e trazer mais esclarecimentos à população, o deputado Alberto Feitosa participará, nesta quarta-feira (08), às 20h, de um Fórum Virtual com médicos de diferentes estados do país que colocará em discussão o tratamento preventivo e precoce para o Covid-19. O deputado estadual Romero Albuquerque representará a Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa na reunião.

O encontro será realizado pelo aplicativo de reuniões Zoom e transmitido pelos canais do deputado Alberto Feitosa, Youtube (Alberto Feitosa) e Facebook (@depalbertofeitosa). Entre os médicos participantes estão o Dr. Wilson Niwa, do Pará, que falará sobre como Belém venceu o colapso diante do Covid-19; a Dra. Wilse Sergamachi, de São Paulo, explicará como a cidade paulistana Porto Feliz saiu na frente na luta contra o vírus. O sistema de atendimento ABCDE utilizado em Campina Grande (PB) e que também está dando resultados positivos será abordado pela Dra. Andreza Duarte; Já o Dr. Antônio Jordão (PE) comentará sobre as experiências exitosas na rede privada de saúde.

A médica pernambucana Maria Elba Bandeira será a responsável por falar sobre experiências mal sucedidas. O Dr. Danilo Siqueira, da Paraíba, abordará as responsabilidades médicas durante essa pandemia e os médicos Cristiana Altino de Almeida e Blancard Torres, de Pernambuco, contarão sobre a experiência vivida pelo grupo Médicos pela Vida, que já cuidou, de forma voluntária, de mais de 3 mil pessoas que contraíram a doença com o protocolo precoce da hidroxicloroquina. Por fim, os profissionais terão um espaço para o debate do tema, que será mediado pelo deputado Alberto Feitosa.

COMMENTS