conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

Cobrança

Miguel Coelho critica o alto imposto cobrado em Pernambuco, alerta sobre os problemas críticos do estado e afirma que continuará fiscalizando o atual governo

Saiba mais informações clicando no link

Miguel Coelho

Nesta quinta-feira, 19 de outubro, o ex-prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, participou de uma entrevista no Programa Folha Política, da Rádio Folha, em Recife. Ao lado do âncora Jota Batista e da repórter de política, Nathália Monte, Miguel Coelho expressou seus posicionamentos e preocupações acerca de problemas críticos que impactam todo o estado de Pernambuco, tais como o abastecimento de água, desemprego, altos impostos e o serviço de transporte público ineficiente.

Meus posicionamentos sempre foram muito claros, fui candidato de oposição à gestão do governo do estado no ano passado, por que levou nosso estado para a rabeira do Nordeste. Pernambuco é hoje um estado que tem os maiores índices de desemprego, de pessoas desocupadas. 75% de nossas crianças de baixa renda, de 0 a 5 anos, estão em situação de miserabilidade ou de dificuldade de alimentação ou enfrentando dificuldades alimentares e de desnutrição,” enfatizou Miguel.

Sobre o abastecimento de água realizado pela Compesa, Miguel foi enfático. “A Compesa é o maior sinal e atestado da falta de compromisso e de incompetência com o povo pernambucano. Falta água no Recife, como falta água em Petrolina, que está às margens do Rio São Francisco, e isso se repete no Agreste, Zona da Mata e em outras regiões. 52% da água que a Compesa trata, ela não consegue entregar no destino final, perde-se porque a tubulação é antiga ou o sistema é mal distribuído,” denunciou.

Outro tópico abordado por Miguel Coelho foi o aumento de impostos. “Pernambuco vai ter o segundo maior ICMS do Brasil, isso é um tiro no pé. Quem achar que isso vai aumentar a arrecadação, não vai. Isso vai estrangular ainda mais o setor econômico e a classe produtiva, e os efeitos disso serão muito maléficos para a população.

E, além disso, não deixou de mencionar o serviço de transporte público ineficiente. “Outro calo que bati constantemente no ano passado foi o transporte público. Está fechando o primeiro ano, o que foi que mudou no metrô? O que foi que mudou no Consórcio Grande Recife? Nada. Continua o mesmo caos. Precisa de dinheiro de investimento e de reformulação do sistema,” frisou.

Então, esses meus posicionamentos vão continuar muito firmes. Foi na época em que era o governo do PSB e, com muito respeito, continuará sendo no governo da então governadora Raquel Lyra, para que a gente possa continuar pleiteando essas mudanças em busca de eficiência e investimentos,” finalizou Miguel.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Destaque

O município de Serra Talhada foi classificado como uma das 10 cidades mais competitivas do Nordeste, segundo avaliação do Centro de Liderança Pública (CLP),...

FESTA DO MOMO

Já escutamos os sinais do Carnaval! A Prefeitura do Recife anunciou diversos serviços e novidades para o Carnaval 2024. Em coletiva realizada na manhã...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.