Nova lei de Alessandra Vieira cria Programa de Registro de Feminicídio de Pernambuco

Saiba mais informações clicando no link

Deputado Fabrizio Ferraz se posiciona a favor do transporte complementar de passageiros
Atuação do deputado Fabrizio Ferraz é destaque em Pernambuco
Alunos de São José da Coroa Grande participam de aula da Cidadania, na ALEPE

O Diário Oficial desta sexta-feira, 17 de setembro, traz a publicação da Lei 17.394/2021, de autoria da deputada Alessandra Vieira (PSDB), que institui o Programa de Registro de Feminicídio de Pernambuco.  A matéria estabelece a coleta e análise de dados sobre feminicídios e a  integração entre os órgãos que denunciam, investigam e julgam os casos ou acolhem as sobreviventes e familiares. A nova lei já está em vigor.

“Anualmente um relatório será publicado, e, a partir dos indicadores, devem ser realizadas ações de políticas públicas com vistas na prevenção do feminicídio no estado. Essa é uma conquista de todas as pernambucanas”, ressalta a parlamentar. O programa prevê o trabalho conjunto de todos os poderes e órgãos de Segurança Pública, Saúde, Assistência Social e Justiça, incluindo a Defensoria Pública e o Ministério Público.

Alessandra Vieira integra a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e é presidente do PSDB Mulher/PE, secretariado  responsável por fomentar mais espaços na política para o público feminino.

ATENDIMENTO- Também partiu do mandato da tucana, a Lei 17.376/2021, já em vigor,  que obriga o atendimento, no pavimento térreo de prédios públicos ou privados, de idosos, gestantes, pessoas com deficiência física, dificuldade ou restrição de locomoção, quando não existir elevador para acesso a pavimentos superiores.

COMMENTS