Número de homicídios crescem 30% nas Cidades do Litoral Sul de Pernambuco neste primeiro semestre

Infelizmente não é de hoje que tenho alertado as autoridades competentes a cerca do aumento vertiginoso da violência em nossa região. Jamais imaginari

Chegou o São João e os PMs ainda não receberam as diárias do carnaval,operação verão e Brt, alerta Joel da Harpa
ACS-PE comemora promoção de 959 novos sargentos da PMPE; confira os nomes:
Deputado Antonio Coelho solicita isenção de ICMS para guarda municipal

Infelizmente não é de hoje que tenho alertado as autoridades competentes a cerca do aumento vertiginoso da violência em nossa região. Jamais imaginaria que chegaria a dizer isso, mas o antes admirado programa Pacto Pela Vida não existe mais no litoral sul de Pernambuco.

O crescente aumento da violência está nitidamente evidenciado no sentimento comum da população que vive com o constante medo de se tornar mais uma vítima do crime e o pior de tudo, saber que pode ser apenas mais um nos números estatísticos sem que nada seja feito para ao menos amenizar a sensação de impunidade e a falta de responsabilidade que o atual Governo do Estado tem demonstrado com a área de Segurança Pública.

No final do ano de 2014, publicamos uma matéria intitulada “(IN) segurança, o problema é de todos”, na qual já alertava para o crescimento da violência e o esgotamento do Pacto Pela Vida, inclusive sugeri ações que deveriam ser tomadas pelos Poderes Públicos e pela população em geral com vistas a amenizar a violência e proporcionar dias melhores.

Com pouco tempo depois, mas precisamente em fevereiro de 2015, eu publiquei mais uma matéria tratando do assunto, mas desta vez foi para mostrar que o que eu havia previsto estava acontecendo de uma maneira mais acentuada e que estava refletindo sobremaneira na economia da região, pois os índices constrangedores além de estarem ceifando mais vidas estavam também afastando turistas e visitantes, causando diminuição da renda e consequentemente desemprego nos municípios do litoral sul pernambucano.

Percebendo o agravamento do problema, os governos municipais e a sociedade passaram a se mobilizar no sentido de pedir ao Governo do Estado ações efetivas, não faltaram ofícios por parte da prefeita de São José da Coroa Grande, Elianai Baleia e do Prefeito de Barreiros, Carlos Arthur no sentido de pedir melhorias na Segurança Pública, mas pelo que parece a insensibilidade do Governo Estadual em relação ao tema falou mais alto e nada de efetivo foi realizado.

Para sermos mais exato, dos cinco municípios que compõem o litoral sul de Pernambuco, apenas em Barreiros foi constatada uma pequena redução no número de homicídios, até porque o ano de 2014 foi um ano em que Barreiros alcançou uma marca gritante nesse tipo de ocorrência, mas isso não foi suficiente para no apurado de todos os cinco municípios verificarmos um aumento de 30% no caso deste tipo de crime no primeiro semestre de 2015 comparando igual período do ano de 2014. Foram 46 homicídios no ano passado para cerca de 60 homicídios realizados até junho deste ano.

ESTATÍSTICAS

É importante salientar que não é só o número de mortes violentas que assustam a população, a aumento no número de tentativas de homicídios, assaltos e outros tipos de crime têm tirado o sossego e atingido em cheio os munícipes, pois a cada dia que se passa estão se tornando mais frequentes.

Ainda em abril deste ano, tive a oportunidade de conversar rapidamente com o Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho e com o Comandante Geral da Polícia Militar, Cel. Antônio Francisco Pereira Neto, que estavam participando de uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Pernambuco para tratar justamente sobre o Pacto Pela Vida. Na ocasião, o Secretário se comprometeu em aumentar o efetivo policial na região com a instalação de uma Companhia da CIOSAC em Palmares até o mês de agosto. “Bem, o que eu quero dizer a Mata Sul é que nós estamos atentos ao que vem ocorrendo lá. Temos uma preocupação grande, o reforço policial vem sendo feito com frequência, mas eu registro a implantação de uma Companhia da CIOSAC, que terá um batalhão especializado de polícia no interior, em Palmares. Até agosto serão 210 homens que irão trabalhar na região e com certeza nós teremos reduções nos índices de criminalidade nessa região”, informou o Secretário.

O Blog Ponto de Vista torce para que o Governo de Pernambuco se mostre sensível a lamentável situação que estes municípios vivenciam em relação ao crescimento descriminado da violência

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS