“Policial não age por ideologia”, garante Presidente da ACS-PE

Posicionamento do presidente da Associação, Albérisson Carlos, foi destacado em manchete do jornal O Estado de São Paulo.

Albérisson Carlos revela documento oficial que mostra de quem partiu a ordem da PM na dispensação de manifestantes no Recife
ACS-PE comemora promoção de 959 novos sargentos da PMPE; confira os nomes:
Representantes da ACS/PE participam de evento que reúne representantes de entidades militares de 25 estados brasileiros

Posicionamento do presidente da Associação, Albérisson Carlos, foi destacado em manchete do jornal O Estado de São Paulo.

Após a manifestação proibida por decreto estadual que ocorreu no último sábado (29) no Centro da Recife, o Presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos, afirmou que a PM não age por ideologia política e reforçou o compromisso da segurança com a sociedade.

O fato vem sendo usado como trampolim político, após apontar que a ideologia “Bolsonarista” no trabalho da PM é uma das formas estratégias de transferir responsabilidades.

“Policial não age por ideologia”, disse o Presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados, Albérisson Carlos, no trecho resumido pelo jornal O Estado de São Paulo.

Albérisson concedeu entrevista para a Rádio CBN Recife e indagado sobre o mesmo tema, o Presidente da ACS-PE afirmou que fazer a relação da PM com Bolsonarismo, ou qualquer tipo de ideologia político partidária, é, no mínimo, um equívoco.

O presidente da ACS-PE lembrou que a Polícia que é chamada para fechar comércio, proibir cidadão de caminhar no calçadão ou frequentar a faixa de areia da praia, é a mesma acionada para dispersar a aglomeração promovida por qualquer tipo de manifestação.

“O policial não está em ocorrências porque quer. Ele é deslocado para os pontos onde pode estar havendo descumprimento de decreto do Governo. O PM segue ordens, seja ela para proibir o cidadão de fazer exercícios no calçadão de boa viagem, praças públicas e campos de pelada (futebol) etc. assim como recebe ordens para dispersar qualquer tipo de aglomeração. O cidadão policial vota em quem ele quer e segue a disciplina militar da mesma forma”, conclui o Presidente da ACS-PE.

Albérisson Carlos aproveitou a conversa com a imprensa para desejar boa sorte ao antigo e ao novo comandante da PMPE. A troca foi oficializada depois do confronto entre manifestantes e Batalhões de Choque e Rádiopatrulha na tarde do sábado, dia 29 de janeiro.

COMMENTS