População do litoral sul de Pernambuco sofre com aumento da violência

Que o Pacto Pela Vida tem demonstrado esgotamento, isso não só sabemos como estamos sentido duramente na pele, mas o que não contávamos era que a crim

Palmares – Altair Júnior encaminha LDO à Câmara Municipal
Agência do Banco do Brasil de Rio Formoso é explodida na madrugada desta quinta-feira (08)
Prefeito Franz Hacker irá entregar Escola e Quadra Poliesportiva na próxima quinta-feira (04/05)

Que o Pacto Pela Vida tem demonstrado esgotamento, isso não só sabemos como estamos sentido duramente na pele, mas o que não contávamos era que a criminalidade fosse voltar tão depressa a índices assustadores, pois a sensação de insegurança tem aumentado e vem acompanhada do sentimento de não há perspectivas de dias melhores. Há lugares em que esses índices chegam a ser constrangedores, como é o caso do litoral sul pernambucano, onde é evidente a perca do controle da situação por parte do Governo Estadual.

Os assaltos estão se tornando comum e o avanço das drogas vem resultando em um alarmante número de homicídios na região, além de levar os jovens a dependência química, causando assim sérios problemas sociais. Dado o clima estarrecedor, seria de tamanha sensatez por parte do governador Paulo Câmara, estender o estado de emergência em que foi decretado no sistema penitenciário para a segurança pública em todo o Estado.

É importante ressaltar que há por parte da população um reconhecimento em relação ao trabalho realizado pelas polícias militar e civil, que não conseguem dar conta da situação principalmente por falta de estruturação das instituições e valorização dos policiais, pois o Pacto Pela Vida não tem passado de um programa midiático.

Demonstrando reconhecer as dificuldades na área de segurança pública, o Governo Estadual por meio de nota emitida recentemente pelo 10º Batalhão da PM, responsável pelas operações na região, informou que há um quadro de redução do efetivo e que para tornar eficaz a operacionalidade da polícia, se fará necessário restringir horários de apresentação de eventos no litoral sul pernambucano para este período carnavalesco.

Talvez o Estado não tenha ideia do que a falta de segurança tem proporcionado para os moradores da região, principalmente às cidades de Barreiros, Rio Formoso, Tamandaré e São José da Coroa Grande, estas duas últimas conhecidas pelas belas praias e grande potencial turístico, mas que estão tendo a suas economias prejudicadas pelo escalada descomunal da violência, o que tem constrangido os munícipes e causado desemprego.

A população espera ansiosa por ações imediatas, pois a situação fugiu do controle e o que só nos basta é torce para que o Governo acorde.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS