conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

Recife

Prefeito João Campos lança projeto que integra e requalifica orla do Recife

Foto: Helia Scheppa/PCR

por Letícia Lima

A orla do Recife será um grande parque linear até 2025. Pelo menos esse é o projeto da Prefeitura, que está investindo R$ 112 milhões com recursos próprios para requalificar os 11 quilômetros de extensão do litoral recifense.

O prefeito João Campos apresentou, nesta quinta-feira (28), os detalhes do Projeto Orla Parque, que prevê a criação de centralidades, melhorias na segurança e iluminação, construção de novos banheiros, além de reforma de toda a estrutura física do calçadão e aumento da área verde.

A primeira etapa foi concluída em março deste ano, quando foram entregues os últimos dos 60 quiosques completamente reformados.

“Nossa orla sempre foi muito conhecida como Orla de Boa Viagem e sempre foi colocada como um ativo do turismo, do esporte, da convivência. E enxergamos como isso é importante, sobretudo na cadeia produtiva do turismo. Nossa tarefa é fazer com que cada vez mais pessoas venham para o Recife, investir na nossa cidade e impactar em nossa economia. Precisamos construir uma cidade que faça grandes entregas e que se consolide em áreas estratégicas. Quase 70% dos recifenses afirmam que a orla do Recife é a principal área de lazer da cidade. Isso significa que, se fizermos uma requalificação, estamos contemplando quase toda a população. Estudamos muito, priorizamos esse projeto e vamos construir um espaço democrático, conectando Pina, Brasília Teimosa e Boa Viagem com um novo padrão de qualidade construtiva e muita qualidade para os nossos recifenses”, afirmou João Campos.

O Projeto Orla Parque tem como objetivo requalificar toda a orla da capital pernambucana, integrando Boa Viagem e Pina à Brasília Teimosa, totalizando 11 quilômetros de extensão. A entrega das obras será feita por etapas, até 2025.

Mais cedo, o secretário de Turismo e Lazer, Antônio Coelho, falou com o blog sobre o projeto.

Um investimento muito expressivo de mais de R$ 110 milhões de reais que movimentará a economia não só no bairro, mas de toda a cidade gerando 400 empregos direitos e mil empregos indiretos. Trata-se de um legado urbanístico que vai incentivar a diversidade de usos primários na cidade, vai deixar a orla com um perfil mais heterogêneo, não só de caráter residencial mas também comercial e para o lazer, deixando nossa orla mais viva, mais dinâmica e mais recifense”, contou o secretário.

“Hoje só temos 49% da orla sendo utilizada, nosso objetivo é mudar isso para que os recifenses realmente aproveitem todos os 11 km. Então, a obra tem um conceito de um parque linear para que seja democrático e utilizado por todos. Não estamos reinventando nada, mas sim centralizando todos os locais que serão requalificados”, afirmou Cinthia Mello, Secretária do Gabinete de Projetos Especiais.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Destaque

O município de Serra Talhada foi classificado como uma das 10 cidades mais competitivas do Nordeste, segundo avaliação do Centro de Liderança Pública (CLP),...

FESTA DO MOMO

Já escutamos os sinais do Carnaval! A Prefeitura do Recife anunciou diversos serviços e novidades para o Carnaval 2024. Em coletiva realizada na manhã...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.