Prefeito Mano Medeiros anuncia Carnaval de Jaboatão com Baile Municipal e polos descentralizados e itinerante

Saiba mais informações clicando no link

Prefeito Mano Medeiros Jaboatão dos Guararapes Carnaval
Os amantes da folia já podem ir separando a fantasia, pois, este ano, Jaboatão dos Guararapes retomará
os festejos do Momo, em grande estilo, com caboclinhos, maracatu, samba, blocos líricos e, claro, muito frevo! A prévia começa no dia 04 de fevereiro, com o Baile Municipal, evento que não acontecia desde 2011 na cidade e promete botar para ferver o Clube Ferroviário, no Jaboatão Centro. E entre os dias  18 e 21, a população poderá se divertir em polos instalados em Cavaleiro, Jaboatão Centro, Parque da Cidade e Praias, além de polos itinerantes em Muribeca/Marcos Freire e Curados. Ainda haverá encontro de blocos na orla e cortejos pelas ruas do centro.

Prefeito Mano Medeiros Jaboatão dos Guararapes Carnaval

O Baile Municipal acontecerá das 20h às 04h e trará como tema Yapoatan e os Primeiros Brincantes do Brasil, homenageando a artista circense Índia Morena, patrimônio vivo de Pernambuco, e os Caboclinhos Tupinambá e Candidé de Cavaleiro.  Quem vai animar a folia é o Maestro Forró (em parceria com o Sesc), Allan Carlos, Lua (participante do The Voice Brasil), Orquestra 90 Graus e os caboclinhos homenageados. Também participarão os blocos Flabelo do Amor, Rebeldes do Samba e Boi Sorriso. Os ingressos vão custar R$ 40 individual e R$ 250 a mesa com quatro cadeiras e podem ser adquiridos junto à Comissão de Festa da Paróquia de Santo Amaro (3481.0263), que ficará responsável pela venda e direcionamento dos recursos arrecadados para instituições beneficentes.

“Tivemos um Natal maravilhoso e um Réveillon efervescente, que vão ficar para a história do Jaboatão. Agora, será a vez de promovermos um Carnaval de muita alegria para os jaboatonenses, visitantes e turistas. Consideramos de suma importância valorizar nossa cultura e nossa história e oferecer aos jaboatonenses opções de lazer de qualidade dentro de nosso território. Queremos ver as pessoas com o sentimento de pertencimento e orgulho do seu município, por isso também estamos trazendo como tema e homenageando os povos que deram origem a nossa cultura, estou muito feliz”, declarou o prefeito Mano Medeiros, que se reuniu com os participantes e organizadores do baile e o presidente do Conselho de Cultura de Jaboatão, Tony Borba, nesta quarta-feira, no Complexo Administrativo.

“Eu já fiz muitos shows em outros estados e até fora do país, mas é muito bom poder cantar na nossa cidade, para nossa família, nossos amigos”, comemorou o cantor Allan Carlos, que fez um grande show no Réveillon. A cantora Lua (participante do The Voice Brasil), também jaboatonense, reforçou a alegria de se apresentar no território onde vive e contou: “Será minha primeira apresentação no Carnaval e em um Baile Municipal e vou fazer um show belíssimo”. Walter Araújo, da Orquestra 90 Graus, também agradeceu a oportunidade e prometeu um grande espetáculo para o público.

A homenageada Índia Morena, que fará 80 anos este ano, disse ter ficado surpresa “não só com a homenagem, mas sobretudo com o respeito do prefeito com o Carnaval do Jaboatão”. Mestre Dudu, do Caboclinho Tupinambá, falou da alegria com o reconhecimento, assim como os caboclinhos do Candidé. Tony Borba ressaltou: “Não tem como valorizar a cultura se não for a partir da prática. E é impossível não observar um comportamento, um olhar diferenciado da gestão para nossa cultura”. A primeira-dama, Andrea Medeiros, que participa da organização do evento, salientou que a proximidade com os artistas e cultura locais será cada vez maior, nessa gestão. “Vamos caminhar juntos”, afirmou. A artista Nelma Barros vai apresentar o baile e fez questão de parabenizar o prefeito Mano e a primeira-dama pelo empenho em torno da cultura.

CARNAVAL

O secretário-executivo de Turismo e Cultura, Pedro Henrique, registrou toda a articulação realizada para Jaboatão ter uma festa que reúna famílias e amigos jaboatonenses, com alegria e tranquilidade. Explicou que entre o sábado e a terça-feira de Carnaval, haverá os polos de folia Tupinambá (Praias), das 16h às 20h, e o Polinho infantil Brincantes (Parque da Cidade), das 16h às 22h. “Nas praias, haverá um encontro de blocos e atrações. Já para as crianças, teremos expressões carnavalescas, brinquedos e atrações”, disse.

Do domingo à terça-feira, os foliões também contarão com o Polo Candidé (Cavaleiro); Yapoatan (Jaboatão Centro); e os polos itinerantes Preacas (Curados) e Índia Morena (Muribeca dos Guararapes/Marcos Freire), sempre das 16h, às 22h. Todo o esquema de segurança, trânsito e a grade da programação será divulgado posteriormente.

HOMENAGEADOS DO BAILE

Índia Morena – Catadora de crustáceo quando criança, Margarida Pereira de Alcântara saiu da casa dos pais em julho de 1953 para ingressar na trupe de artistas do Circo Itaquatiara, tendo passado pelo trapézio, escada giratória, ara vertical e se firmado como contorcionista. Hoje tem seu próprio circo e está construindo um museu em Muribeca, onde Mora. Em 2006, recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco. O nome Índia Morena, como é conhecida, vem da semelhança e parentesco com os povos indígenas, bem como da admiração por uma artista circense que assistiu quando criança e se chamava Linda Morena.

Tribo Tupinambá de Cavaleiro – Fundada em 2003, vem defendendo a cultura dos caboclinhos há 19 anos, tendo como dança indígena o bailado levado às ruas e palcos nos ritmos da dança de guerra, baião e Perré. O grupo acumula várias premiações.

Tribo Caboclo Candidé – Foi fundada em 1983 pelos foliões Amaro Francisco e Nicinha, junto com outros carnavalescos que integravam o Boi do Coração e apresenta bailado de caráter indígena originado das danças executadas pelos Curumins (meninos tupinambás). Também é de Cavaleiro e acumula premiações.

HISTÓRIA

A palavra Jaboatão vem do termo indígena Yapoatan que era o nome dado a uma árvore comum na região. Já a palavra Guararapes, em Tupi, significa som, barulho. Entre flechas e tacapes, povos originários existentes no território participaram da Batalha dos Guararapes, defendendo sua terra e sua gente na expulsão dos holandeses.

COMMENTS