Prefeitura do Recife suspende aulas das escolas públicas e particulares a partir da próxima quarta-feira (18)

Saiba mais informações clicando no link

Paulo Câmara se reúne com prefeitos de todo o Estado para avaliar trabalho de combate à Covid-19
Deputado Felipe Carreras defende a retomada do setor de eventos
Joel da Harpa quer que instituições religiosas sejam utilizadas como locais de distribuições de cestas básicas

Na rede municipal de ensino, a decisão acontece com a antecipação das férias. Merenda está garantida com a distribuição de kits de alimentação para os pais dos alunos

Em nova reunião de secretariado para tratar sobre o Covid-19, a Prefeitura do Recife determina 10 novas ações para a contenção do vírus na cidade. A primeira delas é a suspensão das aulas na rede municipal de ensino, com a antecipação das férias escolares, a partir da próxima quarta-feira (18). A Prefeitura do Recife determinou ainda que, em função da situação de emergência, as escolas particulares também devem suspender as aulas na mesma data. A merenda das escolas públicas municipais está garantida por meio da distribuição de kits de alimentação que os pais terão acesso nas Escolas, uma vez por semana.

Confira as 10 ações anunciadas neste domingo (15):

1 – As escolas da Prefeitura serão fechadas a partir da próxima quarta-feira (18/março), com a antecipação das férias marcadas para o mês de julho. A merenda escolar será garantida através de kits de alimentação que os pais poderão apanhar na escola uma vez por semana.

2 – As escolas e faculdades particulares devem suspender as aulas a partir da próxima quarta-feira (18/março).

3 – Liberação de R$ 10 milhões para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual para os profissionais de Saúde.

4 – Suspensão das férias de todos os profissionais de saúde, assistência social, defesa civil e guarda municipal nos meses de abril e maio. Todos os profissionais necessários para a atenção emergencial à população em razão da pandemia poderão ser convocados a trabalhar em regime especial.

5 – Criação de leitos de isolamento provisórios em unidades da rede municipal de saúde e da rede filantrópica.

6 – Criação de um Grupo de Trabalho, formado por 6 secretarias, para enfrentamento das consequências sócio-econômicas das medidas restritivas dos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Contingência da COVID 19. Este Grupo de Trabalho está elaborando um Plano de Mitigação focado nos impactos da renda dos trabalhadores informais.

7 – Liberação de R$ 5 milhões de reais para fortalecimento do estoque de cestas básicas da Secretaria de Desenvolvimento Social.

8 – Criação de uma Rede de Solidariedade para os profissionais envolvidos no Plano Municipal de Contingência e para as famílias de baixa renda que serão impactadas pelas medidas restritivas.

9 – Solicitação a ANVISA de suspensão de todos os vôos internacionais a partir do próximo dia 20 de março. Os casos de necessidades de retorno de pernambucanos, depois do dia 20 de março devem ser tratados de forma especial com ANVISA e Secretaria Estadual de Saúde.

10 – Solicitação de R$ 92 milhões ao Governo Federal para custeio do Plano Municipal de Contingência – COVID 19 nos próximos meses.

COMMENTS