conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

MÊS DA MULHER

Primeira mulher a ser protegida pela Lei Maria da Penha no país vai à Alepe

Seguindo com as iniciativas do 1º Fórum Alepe Mulher, a Assembleia Legislativa promove um dia de debates e reflexões sobre o combate à violência de gênero. O tema marca o quarto dia de discussões do evento, que terá a deputada e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Casa, Delegada Gleide Ângelo, liderando a mesa que contará com a participação da primeira mulher a ser protegida pela Lei Maria da Penha em todo o país.

Cileide Silva, dona de casa, enfrentou décadas de violência doméstica, mesmo após morar em residências separadas, continuava a ser vítima de várias formas de agressão por parte de seu ex-marido e pai de sua filha. Em uma noite de setembro de 2006, o agressor invadiu a casa de Cileide e começou a agredi-la, bem como sua filha. Durante o ataque, ele obrigou mãe e filha a engolirem pedaços de papel. As vítimas fugiram e procuraram ajuda no Centro das Mulheres do Cabo, uma organização não governamental, onde conheceram a advogada Lucidalva Nascimento.

Sem hesitação, a profissional acompanhou mãe e filha até a Delegacia de Plantão. Apesar de a Lei Maria da Penha ter sido sancionada em 7 de agosto de 2006, ela só foi regulamentada e entrou em vigor no mês de setembro. Portanto, na delegacia, a advogada e a vítima se depararam com a falta de conhecimento da equipe de segurança.

“Infelizmente, mesmo 17 anos depois, as mulheres ainda se deparam com policiais despreparados, que desconhecem a aplicabilidade da Lei Maria da Penha. Por isso, o diálogo e a educação são as chaves para a desconstrução desta cultura machista e para o enfrentamento a todas as formas de discriminação de gênero. E é com muita satisfação que parabenizo a ALEPE pela iniciativa e ação neste mês de Março, afinal, nenhuma prática ou ação social pode ser genuinamente libertadora se as pessoas não tiverem clareza no acesso ao conhecimento de seus direitos e deveres”, pontuou a parlamentar.

Além das contribuições da dona de casa Cileide Silva e da advogada Lucidalva Nascimento, a mesa de debates contará com a participação de Andréa Rodrigues Pereira e Paula Limongi, idealizadoras do projeto “Banco Vermelho” para o combate à violência contra a mulher. No encerramento do evento, agendado para sexta-feira (15), o debate se concentrará na Legislação e nos Direitos das Mulheres. A mesa será novamente presidida pela Delegada Gleide Ângelo e contará com as palestras da Delegada Bruna Falcão, Daniella Melo representando a OAB Mulher, e da desembargadora Dayse Pereira, coordenadora da Mulher no Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Leticia Lima

Jornalista diplomada pela Uninassau

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

OPORTUNIDADE

O prefeito Mano Medeiros anunciou hoje (26), um concurso público para diversos cargos públicos no Jaboatão dos Guararapes, oferecendo um total de 1.582 vagas....

ELEIÇÕES 2024

O Blog Ponto de Vista, em parceria com o Instituto França de Pesquisas (IFP), divulgará neste domingo pesquisa sobre a corrida eleitoral em Caruaru....

Recife

Aumentou o número de opções entre os auxiliares do prefeito João Campos que entraram no radar como alternativas para ser seu companheiro de chapa...

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.