RADAR POLÍTICO (08/11) – Como serão divididos os órgãos federais em Pernambuco?

Saiba esta e outras informações sobre os bastidores da política clicando no link

Pedro Campos, Silvio Costa Filho, Fernando Filho, Waldemar Oliveira, Túlio Gadelha, Carlos Veras, Eduardo da Fonte, Clodoaldo Magalhães, Maria Arraes, Iza Arruda, Augusto Coutinho, Fernando Monteiro, Eriberto Medeiros, Lula da Fonte, Lucas Ramos, Guilherme Uchôa Júnior, Felipe Carreras, Luciano Bivar e Renildo Calheiros

ESCRITO POR WELLINGTON RIBEIRO 

Não é só na Esplanada dos Ministérios que ocorrerão mudanças com a saída de Bolsonaro e a posse de Lula. Os comandos dos Órgãos Federais também sofrerão modificações. Comumente o controle desses Órgãos fica a cargo das indicações dos deputados federais. Com o Governo Bolsonaro estes espaços em Pernambuco ficaram concentrados a um grupo restrito de menos de 10 deputados federais. Agora, com a ascensão de Lula, quase 20 deputados(as) da bancada pernambucana que devem fazer parte da base do próximo Governo estarão na briga por estes espaços.

Entre os órgãos federais mais cobiçados estão Codevasf, Metrorec, Dnocs, Funasa, DNIT, IBAMA, CHESF, SUDENE, Superintendência Regional do Trabalho, INCRA e Correios. Por sua vez, não podemos desprezar espaços como o IPHAN, CONAB, Fundação Joaquim Nabuco, Superintendência do INSS, Agência Nacional de Mineração, Funai, Infraero e GEAP.

A expectativa é que dos 25 deputados federais pernambucanos eleitos para a próxima Legislatura, o novo Governo conte com o apoio de Pedro Campos, Silvio Costa Filho, Fernando Filho, Waldemar Oliveira, Túlio Gadelha, Carlos Veras, Eduardo da Fonte, Clodoaldo Magalhães, Maria Arraes, Iza Arruda, Augusto Coutinho, Fernando Monteiro, Eriberto Medeiros, Lula da Fonte, Lucas Ramos, Guilherme Uchôa Júnior, Felipe Carreras, Luciano Bivar e Renildo Calheiros. Quais deles ficarão com os melhores espaços? Não custa lembrar que o senador Humberto Costa e a senadora Teresa Leitão também exigirão um pedaço do bolo.

PROATIVIDADE – Com vídeos no Instagram onde fala com propriedade os desafios e soluções para o abastecimento de água no Agreste e Sertão, Pedro Campos é um forte candidato a ganhar o título de “Embaixador das Águas”. O jovem, que é engenheiro e concursado da Compesa, assume um mandato de deputado federal em fevereiro do próximo ano.

NO JOGO – O recém-eleito deputado federal Guilherme Uchôa Júnior Uchôa (PSB) passa a ter o nome ventilado para concorrer a Prefeitura de Olinda. Morador do município, Uchôa Júnior surge como alternativa na sucessão do prefeito Professor Lupércio (SD) que deve lançar o sobrinho e vereador Felipe Nascimento.

NA SURDINA – Preterido de reuniões sobre a eleição da Mesa Diretora da ALEPE, o Progressistas, que terá 8 deputados estaduais na próxima Legislatura, abriu diálogo com outras siglas para formar um bloco que apresentará nomes para a disputa.

OBSTÁCULO – Apesar de não esconder de ninguém o seu desejo de disputar novamente a Prefeitura do Recife, o deputado federal eleito Mendonça Filho não conta com a disposição de Luciano Bivar em lhe conceder a legenda do União Brasil para concorrer. Não custa lembrar que a relação entre Mendonça e Bivar inexiste. Eles não se suportam e querem ver um ao outro pelas costas.

ANIVERSÁRIO – O Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (ITERPE) completa 13 anos nesta terça. Comandado por Henrique Queiroz, o órgão ganhou uma nova dimensão e projeção, sendo responsável por garantir pautas positivas para o Governo do Estado.

ALGUÉM RESPONDE? – Quem deverá ser o secretário da Casa Civil do Governo Raquel Lyra?

Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE – E-mail: blogpontodevistape@gmail.com Whatshap (81) 99521-6544

COMMENTS