RADAR POLÍTICO (22/11) – Quais partidos ficarão com João Campos?

Saiba esta e outras informações sobre os bastidores da política clicando no link

João Campos Recife

ESCRITO POR WELLINGTON RIBEIRO 

A derrota do PSB na disputa pelo Governo do Estado vai influenciar e muito na distribuição e acomodação das forças políticas no estado. A ascensão de Raquel Lyra e o projeto do seu grupo de tomar a Prefeitura do Recife das mãos do prefeito João Campos vai exigir do prefeito recifense muita articulação para garantir o apoio de partidos e lideranças políticas.

É bem verdade que João conta com a vantagem de está a frente de uma máquina azeitada e com a perspectiva de entrega de muitas e importantes obras até a eleição, no entanto quando o assunto é apoio partidário o cenário que se desenha demandará do herdeiro de Eduardo Campos muita articulação e habilidade para garantir não apenas uma ampla base de apoio de lideranças, mas, sobretudo, de partidos que lhe garantam tempo de TV/rádio robusto que será decisivo para que ele mostre os seus feitos na época da campanha. Não custa lembrar que o PSB saiu de uma bancada de 32 para a eleição 14 deputados federais, o que reflete diretamente numa queda brusca no tempo de televisão do partido. Entre as siglas que fazem atualmente parte da sua base, existem fortes rumores de que o PP e MDB priorizem uma aliança com Raquel Lyra. O primeiro é comandado pelo deputado federal Eduardo da Fonte, já o segundo tem em Jarbas/Fernando Dueire como seus líderes. O PP terá a 4ª maior bancada, enquanto que o MDB a 5ª, elegendo 47 e 42 deputados federais respectivamente.

Para garantir um bom tempo de TV/rádio João ficará dependente de uma aliança com a federação PT/PV/PCdoB que juntos elegeram 80 deputados. E como é sabido pela classe política, o PT acalenta o sonho de comandar novamente o Palácio do Capibaribe, o que não exclue a possibilidade de lançar candidato próprio. Neste caso o preço de uma composição não deve sair barato. Por sua vez, João não deverá ter dificuldade alguma em contar com o apoio do Republicanos de Silvio Costa Filho que elegeu 41 deputados e deve renovar a aliança com o PDT que elegeu 17 deputados, no entanto não é certo que se repita a chapa com Isabella de Roldão na vice.

Por sua vez, a oposição ao atual prefeito do Recife deve contar com o lançamento de várias candidaturas, a exemplo de Priscila Krause ou Daniel Coelho pela federação PSDB/Cidadania; André Ferreira pelo PL; Túlio Gadelha pela federação Rede/Psol e Mendonça Filho pelo União Brasil. Dos demais partidos que atingiram a clausura de barreira e, portanto, terão direito a tempo de TV/rádio estão o Podemos, Avante e PSD. O primeiro é comandado por Ricardo Teobaldo e fará parte da base de Raquel. O segundo tem como líder Sebastião Oliveira e o terceiro André de Paula. Caberá a João dialogar com estes dois últimos.

Por fim, vereamos com nitidez a consolidação de como ficará a base de João Campos após o anúncio do secretariado de Raquel Lyra e, respectivamente, a reforma que o prefeito do Recife pretende realizar no seu secretariado.

PREPARANDO O TERRENO – Votado por mais de 68 mil recifenses na última eleição, o deputado André Ferreira (PL) dá sinais de que pretende entrar na briga pela Prefeitura do Recife.  Um dos indicativos foi visto recentemente quando despejou críticas à gestão do prefeito João Campos.

JUSTA HOMENAGEM – O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe apresentou o projeto do novo hospital do município. A unidade de saúde, que contará com materno infantil, clínica médica e cirúrgica. Além disso, terá quatro centros cirúrgicos e 82 leitos para atender à população, terá o nome Fernando Aragão. Uma justa homenagem a quem tanto fez pela política e desenvolvimento de Santa Cruz.

LIDERANÇA – A governadora eleita Raquel Lyra não terá dificuldade para encontrar um deputado estadual que queira ser líder do Governo na ALEPE. Entre as opções está Antônio Coelho, atual líder da Oposição, que já se colocou à disposição para o posto. Coelho se destaca como um dos mais preparados quadros do Legislativo Estadual e desponta de longe como uma das melhores alternativas para a missão.

DE ALTA – A prefeita de Primavera, Dayse Juliana (PSB), já recebeu alta hospitalar e já em casa. Ela e o seu esposo João Paulo (in memorian) sofreram um acidente de moto no último dia 13 no município de Paulo Afonso, Bahia, quando vinham de Brasília. O Blog deseja plena recuperação à gestora.

FORTALECENDO PROJETO – Daniel Alves vai assumir a presidência do Partido Verde em Jaboatão dos Guararapes. O movimento fortalece o seu projeto de pavimentar o caminho para disputar a prefeitura em 2024, já que o PV compõe uma federação com o PT e PV.  Em 2020 ele foi candidato a prefeito e obteve na ocasião mais de 81 mil votos, figurando em 2º lugar na ocasião.

Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE – E-mail: blogpontodevistape@gmail.com Whatshap (81) 99521-6544

COMMENTS