conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

SUSTENTABILIDADE

Raquel Lyra inaugura usina de autoprodução de energia solar

Foto: Miva Filho

Nesta terça-feira (6), a governadora Raquel Lyra inaugurou a primeira fase de uma usina de autoprodução de energia elétrica em Flores, localizada no Sertão do Pajeú. Esta usina visa abastecer unidades da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Com a implementação do parque solar, 86 unidades consumidoras da empresa passarão a operar na distribuição de água e no tratamento de esgoto utilizando energia limpa. O projeto recebeu investimentos no valor de R$ 26 milhões e prevê uma economia anual de aproximadamente R$ 2 milhões na fatura de energia da estatal. A aquisição do parque solar foi realizada por meio de arrendamento, em uma Parceria Público-Privada (PPP) entre a Compesa e o Consórcio Pernambuco Energia, representando um movimento inédito no Brasil para a autoprodução de energia.

“A Compesa inova no Brasil como a primeira empresa de saneamento do país a fazer uma Parceria Público Privada para garantir autogeração de energia, barateando os custos da companhia com uma grande usina de energia solar instalada aqui na cidade de Flores. Esta é só a primeira etapa, e estamos caminhando também para trabalhar com a energia mais limpa e sustentável, com diminuição dos custos, gerando mais eficiência na operação da companhia que precisa entregar água na torneira da casa da população”, ressaltou a governadora Raquel Lyra.

A primeira fase da usina solar em Flores possui uma capacidade de 7MW, alcançada através da instalação de 10 mil placas fotovoltaicas para geração de energia. Essa capacidade é suficiente para abastecer aproximadamente 11 mil residências de médio porte. Como a maior consumidora de energia elétrica em Pernambuco, a companhia possui centenas de unidades distribuídas por todo o estado. O Consórcio Pernambuco Energia, responsável pela iniciativa, é composto pelas empresas Kroma Energia e Elétron Energy.

A segunda fase da Parceria Público-Privada (PPP) abrange as duas usinas solares restantes no município de Flores, com capacidade total de 60 MW e previsão de conclusão até o final do próximo ano. Estas duas usinas serão equipadas com 90 mil placas solares instaladas. Além disso, uma terceira fase da PPP incluirá a construção de três usinas solares no município de Garanhuns, localizado no Agreste, com capacidade total de 68 MW de potência instalada. Estas usinas serão equipadas com mais de 100 mil placas solares para geração de energia solar.

A autoprodução de energia tornou-se uma solução adotada por grandes empresas no país como uma alternativa para reduzir custos e garantir acesso à energia renovável, com foco na descarbonização. Essa iniciativa é realizada por meio do Ambiente de Contratação Livre (ACL), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Leticia Lima

Jornalista diplomada pela Uninassau

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

OPORTUNIDADE

O prefeito Mano Medeiros anunciou hoje (26), um concurso público para diversos cargos públicos no Jaboatão dos Guararapes, oferecendo um total de 1.582 vagas....

ELEIÇÕES 2024

O Blog Ponto de Vista, em parceria com o Instituto França de Pesquisas (IFP), divulgará neste domingo pesquisa sobre a corrida eleitoral em Caruaru....

Recife

Aumentou o número de opções entre os auxiliares do prefeito João Campos que entraram no radar como alternativas para ser seu companheiro de chapa...

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.