Romero Albuquerque diz que ação radical em Brasília deve ser punida com urgência para evitar vandalismo em outras cidades do país

Saiba mais informações clicando no link

Deputado Romero Albuquerque

O deputado Romero Albuquerque pediu uma resposta urgente ao “cenário de guerra” que se instalou em Brasília após a cerimônia de diplomação do presidente e vice-presidente eleitos, Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin, na noite de segunda-feira. Manifestantes atearam fogo em carros, ônibus, depredaram patrimônio, tentaram invadir a sede da Polícia Federal e ameaçaram pessoas em bares, restaurantes e centros comerciais. O parlamentar teme que, sem ação e punição imediata, grupos radicais repitam a ação em outras capitais do país.

“O Estado deve agir, e agir imediatamente, investigando e punindo os responsáveis. Estamos a poucos dias da cerimônia de posse de todos os eleitos e esse ambiente preocupa a quem defende a democracia. As manifestações pacíficas dos apoiadores do presidente Bolsonaro fazem parte da democracia, mas a violência, a intimidação e a desordem devem ser coibidas, independente de onde tenham partido”, disse o deputado.

O deputado repudiou os atos de vandalismo e pediu o fim do “cenário de intolerância”. “A campanha eleitoral acabou e o Brasil precisa seguir em frente”, disse.

COMMENTS