Romero Albuquerque pede prioridade na vacinação de motoristas, cobradores e demais profissionais de coletivos

Deputado salientou que categoria não parou em nenhum momento desde o início da pandemia

Fabíola Cabral pede vacinação para todos os colaboradores de serviços essenciais
Sirinhaém inicia campanha de imunização contra o COVID 19
Prefeita do Ipojuca Célia Sales adere ao Consórcio de Vacinas

Deputado Romero Albuquerque (PP)

Os trabalhadores do transporte público coletivo não pararam em nenhum momento desde o início da pandemia e, por isso, o deputado estadual Romero Albuquerque (PP) decidiu interceder ao governador Paulo Câmara por eles. O parlamentar apresentou um requerimento pedindo a imunização da categoria.

“Pouco a pouco, diversas categorias estão sendo incluídas na lista de prioridades da campanha de vacinação contra a Covid-19. Professores, veterinários, policiais, médicos e outros. Não se tem previsão, no entanto, de quando os profissionais do transporte público coletivo estarão entre os contemplados”, disse.

Albuquerque pede que não apenas motoristas e cobradores sejam priorizados, mas sua indicação visa englobar também trabalhadores do setor administrativo do transporte público, que têm contato direto com os passageiros, como é o caso dos funcionários que fazem a recarga do cartão Vem. “A gente precisa dar ao transporte público a importância que ele tem. Não dá para ignorar que este setor não parou e que essas pessoas estão se expondo à contaminação do vírus todos os dias”, pontuou.

O requerimento destaca que, em janeiro, os motoristas de ônibus foram incluídos pelo Ministério da Saúde como prioridade no programa de vacinação, contudo, municípios e estados têm autonomia para estabelecer a ordem de vacinação, respeitando as peculiaridades de cada região. “É bom dizer que o Brasil não tem um cronograma confiável e que há escassez, mas nós estamos falando de cerca de 15 mil trabalhadores que são essenciais no dia a dia de toda população pernambucana”, Albuquerque sensibiliza.

Além dos motoristas de ônibus metropolitanos, intermunicipais e interestaduais, o Ministério da Saúde ainda incluiu caminhoneiros, trabalhadores em portos, empregados de companhias aéreas, funcionários de empresas de trens e ferrovias. Pernambuco já recebeu 2.930.080 doses dos imunizantes da Coronavac/Butantan, Astrazeneca/Fiocruz e Pfizer/BioNTech.

“Precisamos de mais doses para que falar em prioridades seja apenas questão de planejamento e organização. Nenhuma categoria tem que ser vacinada em detrimento da outra, pois todas são importantes. No entanto, nesse momento, se faz extremamente necessário olhar para essa categoria com respeito e atenção”, o deputado concluiu.

COMMENTS