Romero Albuquerque vai à Brasília propor Secretaria Nacional dos Direitos dos Animais

Saiba mais informações clicando no link

Silvio e Paulo Guedes conversam sobre o Novo Pacto Federativo
Prefeito de Limoeiro cumpre agenda em Brasília
Ridete Pellegrino cumpre agenda no Ministério dão Turismo e na CNM

Romero Albuquerque, deputado estadual, tem viagem marcada para esta terça-feira (28). Com destino à Brasília, o parlamentará se encontrará às 15 horas com representantes do Governo Federal para discutir a proposta de implantação da Secretaria Nacional dos Direitos dos Animais.
O deputado defende que a secretaria ampliará, reforçará e criará meios de proteção dos animais. “A formulação de políticas públicas é fundamental. Enquanto Poder Público, é nosso dever planejar e desenvolver ações nas áreas de saúde, educação, assistência social, meio ambiente e outras áreas, visando sempre e unicamente o bem-estar da sociedade. E, é claro que dentro desse sistema, os direitos dos animais não podem ser deixados de lado”, pondera Romero.
Em Brasília, Romero se encontrará com Alex Fabiane, diretor do Departamento de Aperfeiçoamento do Pacto Federativo e outros representantes da Secretaria de Governo da Presidência da República. O parlamentar levará ao Governo Federal um levantamento de casos recentes de maus-tratos, abandono, exploração de animais e outros dados baseados em pesquisas realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e do Instituto Pet Brasil, além do resumo de algumas de suas ações no primeiro ano de mandato na Alepe – Romero foi o deputado que mais protocolou projetos na Casa, e ainda teve quatro de seus projetos de Lei aprovados e sancionados.
“Vou confiante de que serei ouvido e que conseguirei sensibilizar o Governo Federal quanto à importância dessa medida em favor da causa animal. É uma causa nobre e extremamente necessária em tempos que são tão difíceis para os animais quanto para nós. Em um País onde o crime de zoofilia vira piada em um reality-show, não bastam as ações isoladas deste ou daquele político, abrigo, ONG. Precisamos sim, de um órgão que fiscalize e congregue todas as ações necessárias para garantir o bem-estar, defesa, proteção e saúde dos animais”, avaliou Romero, mencionando um momento da última segunda-feira em que alguns participantes do Big Brother Brasil, reality-show exibido pela TV Globo, disseram achar que “zoofilia é algo normal no Nordeste”.

COMMENTS