SÃO JOSÉ – VEREADORES SE REÚNEM PARA DISCUTIR O CENÁRIO ATUAL DA POLÍTICA COROENSE

 Um grupo de vereadores de São José da Coroa Grande aproveitou a tarde de ontem (09), para se reuniram e discutir o cenário que se desenha na poli

Barreiros – Gestão do ex-prefeito Carlinhos entre as piores do Estado, aponta estudo
“Pernambuco perde um homem público superlativamente valioso”, diz José Humberto sobre falecimento de Guilherme Uchôa
Sílvio propõe lei de responsabilidade da segurança
11225251_832358180217876_865298443189619752_n

Vereadores Deo do Abreu, Fernando Pedreiro, Tony e Dilson Lins

 Um grupo de vereadores de São José da Coroa Grande aproveitou a tarde de ontem (09), para se reuniram e discutir o cenário que se desenha na politica local.

O encontro ocorreu na residência do vereador Zé Ramos (PP) e contou com a participação dos vereadores, Tony (PP), Dilson Lins (PHS), Deo do Abreu (PPS) e Fernando Pedreiro (PC do B).

Ao observar a conjuntura atual, os vereadores aproveitaram para fazer contas e prospecções acerca das melhores opções para a disputa proporcional, pois este assunto tem tirado o sono de muitos.

Caso observarmos o histórico das ultimas eleições municipais, veremos que sempre tem ocorrido uma renovação significativa na Câmara Municipal. Na eleição de 2012, por exemplo, apenas 4 dos nove vereadores que tentavam a reeleição conseguiram êxito, isso se levarmos em consideração a vaga hora ocupada pelo vereador Ray Sales, tendo em vista que o seu pai, Odacir Alves, não tentou a reeleição mas elegeu o filho.  Mesmo com o aumento no número de vagas disponíveis na eleição de 2012, de 9 para 11 cadeiras, oito dos onze eleitos não ocupavam o cargo na época da eleição, resultando assim em uma renovação superior a 50%.

Como cada eleição tem se tornado uma verdadeira caixinha de surpresas, os vereadores atuais não cansam de fazer as contas, principalmente agora que há uma forte tendência na formação de chapinhas proporcionais que não abriguem vereadores de mandato, o que forçará a briga direta entre eles, como aconteceu na eleição de 2012 no chapão idealizado pelo PSD em que nenhum vereador conseguiu se reeleger.

Outro assunto abordado pelos vereadores foi a repercussão que a pré-candidatura de Peu ao cargo de prefeito tem gerado nas ruas, segundo conversa com este blogueiro, um dos vereadores disse que está surpreso com a aceitação da candidatura de Peu pela população e admitiu a possibilidade da maioria dos vereadores acompanharem Peu neste projeto.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS