Teatro de Santa Isabel está com licença do Corpo de Bombeiros vencida desde 2015

Relatório técnico produzido pelo vereador André Régis (PSDB) após visita ao Teatro de Santa Isabel conclui que a tradicional instituição com 169 a

Romero critica PL que proíbe alimentar pombos
Recife – Vereador denuncia abandono do teatro Luiz Mendonça
Em congresso do MBL, André Régis critica os 20 anos do PSB e PT na gestão do Recife

Relatório técnico produzido pelo vereador André Régis (PSDB) após visita ao Teatro de Santa Isabel conclui que a tradicional instituição com 169 anos de existência não dispõe ainda de sistema automatizado de combate a incêndio, sua licença obrigatória do corpo de bombeiros está em processo de adequação incluindo a modernização do para-raios segundo novas normas, não há bombeiros em serviço durante os eventos e os visitantes e turistas não contam com o apoio de tradutores nem de intérpretes.

O parlamentar solicitou a automatização urgente do sistema de combate a incêndio, a lavagem dos bancos da plateia, a capinação do jardim e a manutenção e restauração das estátuas. Ele elogiou a equipe gestora do teatro que sem recursos próprios consegue manter uma agenda com mais de 20 eventos mensais.

Verificamos que em caso de incêndio algum funcionário teria que subir até o sótão para acionar o sistema de combate às chamas. Não podemos perder um bem tão valioso para a nossa história por causa de incompetência da Prefeitura do Recife em não implementar um sistema automatizado de incêndio, afirma o vereador André Régis (PSDB).

Inaugurado em 18 de maio de 1850, com o drama O Pajem D’Alijubarrota do escritor português Mendes Leal, o Teatro de Santa Isabel acolheu em sua história grandes personalidades tais como Dom Pedro II, Castro Alves, Tobias Barreto e a bailarina russa Ana Pavlova. O teatro está vinculado à Fundação de Cultura da Cidade do Recife e é tombado pelo Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

COMMENTS