conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

MENU

PCD

Proposto por Romero Sales Filho, Dia Estadual do Ostomizado amplia debate e combate preconceito

O Dia Estadual do Ostomizado, celebrado neste dia 16 de novembro, foi instituído pela Lei 17.187/2021, de autoria do deputado Romero Sales Filho. A finalidade é fomentar a discussão sobre as demandas dos ostomizados e, a partir disso, desenvolver políticas públicas eficazes nesta área, além de promover a conscientização da sociedade sobre o tema, combatendo o preconceito.

Na última segunda-feira (13), o parlamentar promoveu uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Pernambuco, dando voz às pessoas ostomizadas, aos profissionais de saúde e à representante do Governo do Estado. Durante o evento, um dos principais pontos sensíveis destacados foi o acolhimento adequado das pessoas ostomizadas, fornecendo atendimento qualificado e orientações sobre o uso correto de insumos para prevenir infecções na pele.

“Na audiência, discutimos sobre políticas públicas, procedimentos e, principalmente, sobre a necessidade do atendimento humano, qualificado. O acesso a informações corretas, claras e completas é outra dificuldade relatada. Também tratamos sobre as crianças ostomizadas, que precisam de um atendimento mais abrangente e menos burocrático no momento de receber os insumos e fazer a troca do calibre das válvulas. Diante de todos os relatos e demandas apresentadas, estamos comprometidos, como cidadão e representante do legislativo, para que as necessidades saiam do papel e as pessoas ostomizadas ganhem dignidade”, declarou Romero Sales Filho.

José Roberto Santos de Araújo, presidente da Associação dos Ostomizados de Pernambuco (Aospe) e fundador do Movimento Ostomizados do Brasil (MOBR), pontuou a necessidade de equipe multidisciplinar nas unidades de saúde, com a presença de um enfermeiro estomoterapeuta; a demora na regularização do paciente que espera até três meses para ter direito a receber os insumos; a necessidades das cirurgias de reversões e de hérnias, que são complicações da ostomia; além de destacar que o processo de licitação dos insumos precisa de celeridade.

“É um dever da Associação zelar pelas políticas públicas das pessoas com ostomia e incontinência. Quando a gente vem com essa pauta é porque o ostomizado sofre com a negligência do Estado há muito tempo, como a falta de material. O ostomizado não é só o produto, a gente tem o lado psicológico. Nós somos pessoas além da ostomia. Primeiro vem a pessoa, depois vem a ostomia. A nossa constituição garante a dignidade da pessoa humana, mas no dia a dia não é o que ocorre”, declarou José Roberto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

MUDANÇAS

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (22), mudanças nos comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil. O coronel Ivanildo Cesar Torres de...

FESTA DO MOMO

Já escutamos os sinais do Carnaval! A Prefeitura do Recife anunciou diversos serviços e novidades para o Carnaval 2024. Em coletiva realizada na manhã...

Destaque

O município de Serra Talhada foi classificado como uma das 10 cidades mais competitivas do Nordeste, segundo avaliação do Centro de Liderança Pública (CLP),...

Copyright © 2014 - 2023 Blog Ponto de Vista. Todos os direitos reservados.